Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Padrinho de Pimentel, Bruno Reis diz que ataques ao BNews não refletem valores da prefeitura

[Padrinho de Pimentel, Bruno Reis diz que ataques ao BNews não refletem valores da prefeitura]
29 de Junho de 2019 às 12:50 Por: Vagner Souza / BNews Por: Henrique Brinco e Marcos Maia

O vice-prefeito de Salvador, e secretário de Infraestrutura, Bruno Reis disse na manhã deste sábado (29) que há possibilidade de diálogo com o PSC com objetivo de compor a chapa para as eleições de 2020. Reis é o nome natural para a sucessão do Prefeito ACM Neto.

"O PSC faz parte da nossa base. São aliados de primeira hora, partido com história na cidade", avaliou. Anteriormente, representantes da legenda deram declarações de que participaria do certame coligado ao MDB, PTB e com o SD.

Na avaliação do vice-prefeito, a legenda representa um segmento específico e amplo, com “bandeiras claras”, e que vem contribuindo muito para o sucesso da gestão de Neto em Salvador. Reis também disse que o vereador Ricardo Almeida, que assume a presidência do partido, fará um grande trabalho à frente do PSC.

Questionado sobre as acusações feitas pelo secretário municipal de Trabalho, Esportes e Lazer (Semtel), Alberto Pimentel (PSL), de que o BNews está disseminando fake news, Reis disse as declarações dadas nas redes sociais não refletem os pensamentos e valores da prefeitura. O vice-prefeito é "padrinho político" do gestor.

"Essa é a opinião pessoa de Alberto Pimentel. Não do secretário. [...] Sou um democrata por natureza, e respeito a imprensa livre. Mas não me cabe analisar ou julgar um comentário pessoal de quem quer que seja", opinou.   

Entenda o caso

Na última sexta-feira (28), o BNews noticiou que a prefeitura, por meio da Semtel, havia embargado o uso do trio do MBL durante manifestação a favor do governo Bolsonaro, marcada para este domingo.

Após a publicação, comprovada por documentos e entrevistas, Alberto e Dayane Pimentel deferiram ataques contra o site por meio de publicações nas redes sociais. Desde então, vereadores, deputados e líderes políticos têm se posicionado contra a postura do PSL, e a favor da imprensa.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso