Política

Neto provoca Rui sobre projeto do VLT: conhecemos zero e isenção depende da prefeitura

[Neto provoca Rui sobre projeto do VLT: conhecemos zero e isenção depende da prefeitura ]
Por: Bnews Por: Tamirys Machado 0comentários

O prefeito de Salvador ACM Neto (DEM) cobrou do governador do Estado, Rui Costa (PT), a apresentação do projeto do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos), que deve sem implantado na cidade a partir de setembro deste ano, quando começam as obras.  O VLT vai ligar Salvador até Ilha de São João, em Simões Filho, município da Região Metropolitana. Nesta quarta (14), o governador visita à Câmara para apresentar o projeto aos vereadores. Há conversas de bastidores é que a gestão estadual pedirá aos edis que aprovem a isenção do ISS (Imposto Sobre Serviço) para o novo modal de transporte. Ao ser questionado sobre assunto, Neto deixou claro que “qualquer iniciativa de isenção fiscal é da prefeitura e tem que passar pela prefeitura”. 

“Sou a favor do VLT, deixar claro. Acho importante o VLT para cidade, acho bom que aconteça onde está traçado, mas, preciso conhecer o projeto do ponto de vista técnico, como nós fizemos com o metrô.  A prefeitura foi facilitadora do metrô, diferente do que o Governo do Estado fez com o BRT se negando a dar a licença do Inema e a gente teve que ir para a Justiça federal e isso atrasou em 4 meses as obras, mas eu não vou fazer isso. Mais uma vez o prefeito vai colocar os interesses da cidade em primeiro lugar. A obra tem que acontecer na cidade em consonância com o município. Até agora não conhecemos nada, zero. Só sabemos da ideia e que foi colocado pela imprensa”, disse, durante coletiva para imprensa, nesta manhã, no Palácio Thomé de Souza. 

O prefeito disse ainda que não vê problema em Rui Costa ir à Câmara, mas aguarda uma reunião com a gestão estadual para entender o novo modal de transporte público. “Já coloquei isso ao governador no início do ano, nossos técnicos já transmitiram ao Governo do Estado que nós precisamos conhecer. Eu vou aguardar, quando o governo quiser apresentar, nós vamos tratar do assunto. Não vejo nenhum problema em o governador ir à Câmara apresentar o projeto que ele acha conveniente, mas lembrando que qualquer iniciativa de isenção fiscal é da prefeitura e tem que passar pela prefeitura”, ressaltou. 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas