Política

Bivar afirma que querem o PSL para fazer “coisas não éticas”

[Bivar afirma que querem o PSL para fazer “coisas não éticas”]
10 de Outubro de 2019 às 17:36 Por: Agência Câmara Por: Redação BNews 0comentários

O presidente nacional do PSL, Luciano Bivar, disse, em entrevista ao jornal Globo, nesta quinta-feira (10), que advogados querem comandar os recursos do fundo partidário do partido para fazer “coisas não éticas”.

“O que há é um grupo capitaneado por duas ou três pessoas, um juiz desempregado, uma advogada rapina, que querem dinheiro. Essas pessoas, sorrateiramente, cujo objetivo é outro, estão nisso. Acho que o presidente não deve estar sendo bem aconselhado porque estão vendendo ele como se fosse propriedade deles para forçar uma participação de domínio no partido e fazerem coisas que não são éticas”, afirmou.

Questionado sobre o que seriam essas coisas não éticas, Bivar citou que o fundo partidário precisa ser preservado.

“Eu não posso me dobrar a contratos e ofertas de serviços que não representem realmente nenhum processo. Isso realmente cria um desconforto. Os interesseiros do partido gozam de um relacionamento com o presidente e acham que, com isso, eles vendem esse falso poder para vender serviços ao partido. Não vão ter”, garantiu.
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas