Política

Caso Marielle pode ir ao STF após suspeito citar Bolsonaro

[Caso Marielle pode ir ao STF após suspeito citar Bolsonaro]
Por: Dayane Pires/CMRJ e Divulgação Por: Redação BNews 0comentários

No dia em que a vereador Marielle Franco foi morto a tiros, em 2018, um dos suspeitos de envolvimento no caso teria anunciado na portaria do condomínio que iria visitar Bolsonaro, mas acabou indo à casa do policial reformado Ronnie Lessa. As informações são do Jornal Nacional.

Segundo o jornal, a citação a Bolsonaro pode transferir a investigação da morte de Marielle ao Supremo Tribunal Federal (STF), já que o presidente ter foro privilegiado – na época, ele era deputado federal.

Ronnie Lessa é acusado de ser o autor dos disparos que mataram a vereadora.

Segundo a reportagem, no dia da visita, Bolsonaro estava em Brasília e não em sua casa no Rio de Janeiro.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas