Política

Revista acusa assessor de Bolsonaro de "manipular" verbas da Secom

[Revista acusa assessor de Bolsonaro de
Por: Folhapress Por: Redação BNews 0comentários

A revista IstoÉ desta semana trouxe reportagem de capa sobre Fábio Wajngarten, chefe da Secretaria de Comunicação do governo Bolsonaro acusado de manipular verbas publicitárias de acordo com interesses ideológicos. Ele tem sob sua guarda R$ 450 milhões de recursos federais.

O ex-publicitário, para agradar o presidente, diz abertamente que só destinará verbas aos chamados veículos "convertidos" que apresentam completa adesão, sem ressalvas ou críticas, ao Palácio do Planalto. 

Nos bastidores, Fábio é comparado com Joseph Goebbels, chefe do departamento de propaganda do regime nazista no final da década de 1930, que acreditava na frase "uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade".

O publicitário, ainda de acordo com a revista, “fazia a cabeça” de Bolsonaro contra a Globo, à qual não tinha acesso, e concentrou as aparições do presidenciável somente em veículos para as quais fazia lobby.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas