Política

Após nova denúncia contra Flávio, Florence acusa governo de obstruir investigações

[Após nova denúncia contra Flávio, Florence acusa governo de obstruir investigações]
22 de Novembro de 2019 às 20:08 Por: Divulgação Por: Henrique Brinco

O deputado federal Afonso Florence (PT) acusou o governo de agir para obstruir as investigações envolvendo os filhos de Bolsonaro. O Ministério Público do Rio de Janeiro abriu um novo procedimento para investigar denúncias de uso de funcionários fantasmas e a prática de "rachadinha", no antigo gabinete de Flávio Bolsonaro quando deputado estadual.

"O governo central, através da ação do presidente da República e do ministro da Justiça, já extrapolaram todos os limites para obstruir as investigações em relação aos filhos do presidente", avaliou o parlamentar petista ao BNews. "Os órgãos de investigação estão tendo suas imagens comprometidas com essas intervenções do presidente".

"A expectativa da população brasileira é que o discurso de combate à corrupção não seja uma cortina de fumaça para encobrir os crimes cometidos por eles", completou.

Entenda o caso
A nova investigação tem como foco os parentes de Ana Cristina Siqueira Velle, ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que estavam lotados como assessores de Flávio no gabinete na cidade de Rio de Janeiro, enquanto viviam em Resende, no sul do estado.

Os familiares de Ana Cristina não estavam no relatório do Coaf, que deu origem ao caso Queiroz, contudo a investigação está suspensa desde julho deste ano, por decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, atendendo ao pedido da defesa do senador Flávio.

A nova investigação está no âmbito cível e investiga os ex-assessores e o filho do presidente por improbidade administrativa.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar