Política

Loja de Flávio Bolsonaro também é alvo de operação do MP

[Loja de Flávio Bolsonaro também é alvo de operação do MP]
18 de Dezembro de 2019 às 14:01 Por: Roberto Viana/BNews Por: Redação BNews

Uma loja da franquia Koppenhagem localizada em um shopping na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, e que tem como sócio o senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ), também foi alvo de busca e apreensão da operação realizada pelo Ministério Púlbico (MP-RJ) na manhã desta quarta-feira (18).

Nesta manhã, foram cumpridos mandados nas residências dos seus ex-assessores que são investigados em um esquema de "rachadinha", entre eles, Fabrício Queiroz, ex-chefe de segurança do filho 01 do presidente da República.

As medidas cautelares foram pedidas na investigação sobre lavagem de dinheiro e peculato (desvio de dinheiro público) no âmbito do antigo gabinete do senador quando era deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio.

Os endereços de familiares de Queiroz e parentes de Ana Cristina Siqueira, ex-mulher de Jair Bolsonaro, também entraram na medida cautelar proferida pelo Ministério Público.

Os ex-assessores já haviam tido o sigilo bancário quebrado pelo Tribunal de Justiça em abril. Na ocasião, segundo informações do O Globo, 96 pessoas e empresas foram alvos da decisão da 27ª Vara Criminal do Rio.

Em nota, o MP confirmou que foram cumpridos nesta quarta-feira "24 mandados de busca e apreensão", na investigação que indica movimentações suspeitas de Fabrício Queiroz, inclusive de depósito na conta da ex-esposa de Jair Bolsonaro, que alega que o valor se referia a um empréstimo pessoal.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar