Política

Às vésperas do anúncio de Neto, Irmão Lázaro revela que mantém conversas com interlocutores de Bruno Reis

[Às vésperas do anúncio de Neto, Irmão Lázaro revela que mantém conversas com interlocutores de Bruno Reis]
Por: Vagner Souza/Arquivo BNews Por: Eliezer Santos e Pedro Vilas Boas 0comentários
O ex-deputado federal Irmão Lázaro (PL) revelou, em entrevista ao BNews neste sábado (4), que tem mantido conversas com interlocutores do vice-prefeito Bruno Reis (DEM), pré-candidato à prefeitura nas eleições municipais deste ano, que deve ter seu nome oficializado na segunda-feira (6). O cristão tem sido ventilado nos bastidores em uma possível chapa com o indicado de ACM Neto.
 
"Não, ainda não tivemos essa conversa [diretamente com Bruno Reis sobre 2020], mas uma coisa tenho convicção: eu vou participar da política de Salvador em 2020. Agora, em qual posição eu vou estar atuando, isso é algo que, como cristão, a gente tem que pedir sabedoria...mas eu já tenho tido conversas com interlocutores de Bruno, não temos nada fechado", explicou.
 
A declaração aparece após recentes entrevistas do deputado federal José Rocha, correligionário de Irmão Lazáro, cogitando a possibilidade do cristão disputar a prefeitura de Salvador pelo partido, representando a base do governador Rui Costa (PT).
 
"O Zé Rocha, como deputado federal do partido, ele tem todo direito de ter ideias, expressar as ideias dele, só que, no momento de tomar decisão, eu preciso ter uma conversa realmente com o Zé Carlos Araújo [ex-deputado federal presidente do PL na Bahia]. Sou muito próximo de Zé Rocha, mas, hoje, ainda não definimos um caminho na política", ponderou.
 
Questionado sobre sua reação caso o convite para compor a chapa com Bruno Reis fosse feito, Irmão Lázaro tece elogios a Neto e seu indicado para a eleição.
 
"Tenho muita estima por Bruno, respeito muito o prefeito ACM Neto, temos uma boa relação, relação cordial. Hoje, se me fosse feito convite pra participar da majoritária, é algo que me alegraria muito, mas é uma decisão que eu não tomaria sozinho, falaria com Zé Carlos de Araújo da minha relação com Neto, minha boa relação com Bruno Reis. Aí, tomaríamos um posicionamento", disse.
 
Ele informou que não foi sondado por Rui para debater as eleições municipais. "O governador não me procurou, e, também, não sei se procurou o Zé Carlos de Araújo, mas acredito que, quando ACM Neto anunciar o candidato dele, acredito que pouco tempo depois todas as peças que vão fazer parte do tabuleiro político vãocomeçar a se ajustar", concluiu.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas