Política

Deputado diz que feminismo quer retirar "direito da mulher ser assediada"

[Deputado diz que feminismo quer retirar
Por: Reprodução/Facebook Por: Redação BNews 0comentários

O deputado catarinense Jessé Lopes (PSL) chamou atenção nas redes sociais após defender o direito da mulher ser "assediada". Segundo o parlamentar, o feminismo que retirar o que ele definiu como um "direito".

"Não sejamos hipócritas. Quem, seja homem ou mulher, não gosta de ser 'assediado(a)'? Massageia o ego, mesmo que não se tenha interesse na pessoa que tomou a atitude. [...] Hoje, as pautas feministas visam em seus atos mais extremistas tirar direitos. Como, por exemplo, essa em questão, o direito da mulher poder ser 'assediada'", escreveu, em uma publicação no Facebook.

O deputado ainda disse que "toda mulher sabe lidar com o assédio". Ele ainda tenta ponderar a fala. "Obviamente estou falando do assédio no sentido que o próprio movimento generaliza (dar em cima), e, não, de atos agressivos e perturbante", completou.

A publicação do deputado foi direcionada à campanha "Não é Não", que visa combater o assédio durante grandes eventos, como o Carnaval. Segundo o parlamentar, um coletivo feminista de Santa Catarina estaria pedindo doação para confeccionar e distribuir tatuagens com o nome da campanha.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas