Política

Neto defende reforma da Previdência estadual, mas faz questão de relembrar posicionamento do PT sobre o tema: “Contradição”

[Neto defende reforma da Previdência estadual, mas faz questão de relembrar posicionamento do PT sobre o tema: “Contradição”]
Por: Roberto Viana/BNews Por: Aina Kaorner 0comentários

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), se posicionou a favor do projeto de lei sobre a reforma da Previdência dos servidores públicos estaduais, encaminhada pelo governador Rui Costa (PT) à Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), mas fez questão de lembrar que o PT nacional se posicionou contra a aprovação da reforma, em Brasília.

“Não acho que o governador está errado em discutir a reforma. A Bahia precisa disso. Mas uma coisa a gente não pode deixar de evidenciar, que é a contradição do PT, que nacionalmente não teve a coragem de assumir a reforma”, destacou o prefeito, durante entrevista coletiva, nesta quarta-feira (15), em um evento de elaboração do Plano de Mitigação e Adaptação às Mudanças do Clima em Salvador, no Teatro Gregório de Mattos, em Salvador.

Neto ressaltou também que irá iniciar um diálogo sobre a reforma dos servidores municipais, logo após a retomada dos trabalhos do legislativo, no dia 2 de fevereiro.

“Todos sabem que, por uma questão de coerência, a gente tem se posicionado, desde a votação em Brasília, favorável que os estados e municípios façam sua reforma. Claro que, os servidores, naturalmente, se posicionam de maneira contrária, mas boa parte deles compreende que a reforma é importante para garantir não só o pagamento da aposentadoria no futuro, como também o pagamento dos salários”, explicou.

O prefeito falou também que fez a opção de não encaminhar a reforma municipal no período de recesso porque o assunto deve ser debatido.

“Fazer a reforma é algo inevitável, inescapável, não há outro caminho. O déficit da Previdência nos estados e municípios vem crescendo muito. Minha opção é primeiro conversar com os vereadores. Vou fechar os principais pontos até o final de janeiro com a secretaria de gestão. No meu caso, não vou fazer uma coisa atropelada, para pegar ninguém de surpresa. Vamos discutir com os servidores e com o legislativo, dando transparência à sociedade”, pontuou. 
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas