Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Bolsonaro mostra celular e ataca Moro: "Mentira deslavada"

[Bolsonaro mostra celular e ataca Moro: "Mentira deslavada"]
05 de Maio de 2020 às 17:46 Por: Reprodução/CNN Brasil Por: Henrique Brinco

O presidente Jair Bolsonaro rebateu as acusações do ex-ministro Sérgio Moro e disse que não pediu relatório de inquéritos da Polícia Federal. "Em nenhum momento pedi relatório de inquéritos. Mentira deslavada", declarou, em coletiva de imprensa na tarde desta terça-feira (5).

Leia também: "Moro você tem 27 Superintendências, eu quero apenas uma, a do RJ", disse Bolsonaro, segundo depoimento

O gestor federal mostrou no próprio celular o restante da conversa que teve com Moro, que já havia sido vazada previamente por ele ao "Jornal Nacional". No trecho, Moro faz um comentário sobre uma notícia do site O Antagonista que fala sobre investigações da PF contra deputados. "Isso é fofoca. Tem um DPF atuando por requisição no inquérito da fake news que foi requisitado pelo Minstro Alexandre de Moraes", escreveu o ex-magistrado.

Bolsonaro também disse que Moro cometeu crime federal ao vazar informações para a TV Globo. E também negou que ele e os filhos estejam sendo investigados pela PF.

“Eu lamento uma pessoa como o senhor Sergio Moro, com o passado que ele teve, importantíssimo, caçando bandidos, corruptos… Lamento ter esse fim. Não quero falar nada de mal dele, fez muita coisa boa no governo, em outras deixou a desejar. Vou ler com atenção o processo para responder às demais acusações dele.”

Leia também: "Quem falou em crime foi a PGR", disse Moro sobre Bolsonaro, em depoimento na PF

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso