Política

Após divulgação de vídeo, Bolsonaro diz que responsabilidade de tudo que foi dito é de Celso de Mello

[Após divulgação de vídeo, Bolsonaro diz que responsabilidade de tudo que foi dito é de Celso de Mello]
Por: Marcos Corrêa/PR Por: Pedro Vilas Boas 0comentários

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), afirmou à jornalistas, após a divulgação do vídeo da reunião ministerial que comprovaria sua tentativa de interferir na Polícia Federal, que a responsabilidade de tudo que foi dito no encontro é do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello, que autorizou a divulgação.

"A responsabilidade de tudo naquele vídeo, que não tem a ver obviamente com o inquérito, é do senhor ministro do STF Celso de Mello. Nenhum ministro meu tem responsabilidade do que foi falado ali, porque foi uma reunião reservada. Essa sempre foi a nossa prática", disse.

No vídeo da reunião é possível assistir ao presidente afirmando que iria interferir em todos os ministérios. Ele também pediu para que os auxiliares se posicionassem politicamente.

"Tem que tirar a cabeça da toca. Tem que fazer sua parte. [...] Eu tenho poder e vou interferir em todos os ministérios. Não posso ser surpreendido com notícias. Vou interferir e ponto final", disse Bolsonaro aos ministros.

O vídeo também revelou falas incisivas dos ministros, como a declaração do chefe da Educação, Abraham Weintraub. "Eu por mim colocava esses vagabundos todos na cadeia, começando no STF", disse durante a reunião.

A ministra Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos) fez duras críticas à ação de governadores e prefeitos favoráveis à manutenção do distanciamento social e, sem dar detalhes nem informar os demais como faria isso, disse que a sua pasta já estava pedindo a prisão de alguns governadores.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas