Política

Neto volta a defender adiamento das eleições e se diz contrário à prorrogação de mandatos

[Neto volta a defender adiamento das eleições e se diz contrário à prorrogação de mandatos]
Por: Vagner Souza/BNews Por: Nilson Marinho e Aina Kaorner 0comentários

O prefeito de Salvador e presidente nacional do Democratas (DEM), ACM Neto, voltou a defender o adiamento das eleições, nesta segunda-feira (29).

“Há dez dias, quando discutimos o assunto com a bancada de deputados federais do Democratas no Brasil, havia deputados favoráveis ao adiamento. A maioria era favorável, mas a fotografia na Câmara dos Deputados, em Brasília, é mais dividida do que no Senado, que teve uma votação rápida da PEC”, disse Neto.

Segundo ele, por conta deste cenário, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM) decidiu adiar a votação.

“Falei com Rodrigo Maia na sexta-feira (26), por telefone. Ele não convocou para votar na semana passada porque precisaria de 308 votos na Câmara e não havia. Ele tem muita experiência e sabe fazer uma leitura completa. Não havia número suficiente e ele preferiu não colocar em votação e assegurar que o debate continuasse”, contou.

Neto também ressaltou que, apesar de ser favorável ao adiamento das eleições, não concorda com a possibilidade da prorrogação de mandatos.

“Sempre rechacei a possibilidade de prorrogação de mandatos. O mandato tem que se encerrar 31 de dezembro. Fui eleito para cumprir um mandato de 4 anos, a partir de 1º de janeiro de 2017. Na minha opinião, prefeitos e vereadores não podem ficar um dia a mais sequer no cargo”, pontuou.

“O ideal seria que tivéssemos as eleições no dia 4 [de outubro], mas, nós que estamos no enfretamento à pandemia, sabemos que é muito difícil isso acontecer. Se eu fosse deputado votaria a favor do adiamento, para 15 de novembro o primeiro turno e 29 de novembro o segundo turno. Já disse isso algumas vezes. Com isso, a gente passa a ter um pouco mais de tranquilidade e teremos uma eleição com mais segurança. Mas essa decisão não cabe a mim, cabe aos deputados e senadores”, concluiu.
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas