Política

Bancada de oposição da AL-BA se reúne nesta segunda para discutir projeto da Bahiainsulina

[Bancada de oposição da AL-BA se reúne nesta segunda para discutir projeto da Bahiainsulina]
21 de Agosto de 2020 às 09:21 Por: Gilberto Júnior/Arquivo BNews Por: Pedro Vilas Boas

Os deputados da bancada de oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) vão se reunir na próxima segunda-feira (24) para discutir o projeto enviado pelo Governo Rui Costa (PT) que institui a nova estatal Bahiainsulina. 

“Vamos ler o projeto e só discutir na segunda, remotamente”, informou o deputado estadual Sandro Régis (DEM), líder do bloco na Casa.

O presidente da Casa, Nelson Leal (PP), convocou para próxima terça (25), uma sessão extraordinária, de forma virtual, para votar o projeto. 

A estatal faria com que a companhia fosse a primeira do Brasil a produzir insulina. O projeto teria um custo de R$ 200 milhões, subsidiados por uma empresa privada, por meio de licitação.

A ideia é que a Companhia Baiana de Insulina (Bahiainsulina) esteja vinculada à Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) e sua sede seja instalada em Simões Filho.

Apesar de ainda aguardar a reunião da bancada, o deputado Tiago Correia (PSDB) já adianta que deve pedir vistas do projeto.

“Vai criar estatal neste momento com que finalidade? No meio de uma pandemia. Vou ler o projeto com calma pra entender os motivos que levaram o governo a isso, mas acho estranho”, avaliou o parlamentar.

Funedic 

A outra proposta que também está prevista para ser apreciada na terça é um projeto que altera uma lei de 2015, ao criar novo Fundo Estadual de Desenvolvimento das Áreas Industriais, Comerciais e de Serviços (Funedic), para "prover recursos financeiros voltados às ações de administração das áreas destinadas à instalação de empreendimentos industriais, comerciais ou de serviços".

O antigo fundo financiava apenas ações de administração das áreas industriais da antiga Superintendência do Desenvolvimento Industrial e Comercial (Sudic) e do Centro Industrial do Subaé (CIS), extintos pelo governador Rui Costa.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar