Política

Recuo de Bolsonaro pelo Renda Brasil mostra falta de sintonia entre presidente e Guedes, diz Coronel

[Recuo de Bolsonaro pelo Renda Brasil mostra falta de sintonia entre presidente e Guedes, diz Coronel]
Por: Arquivo BNews Por: Luiz Felipe Fernandez 0comentários

O anúncio do presidente Jair Bolsonaro sobre a desistência da criação do Renda Brasil pegou muitos parlamentares de surpresa.

Em conversa com o BNews, o senador baiano Ângelo Coronel (PSD) ironizou a falta de sintonia entre o presidente da República e o seu ministro da Economia, Paulo Guedes, que apresentou como contraproposta ao Renda Brasil, o congelamento da aposentadoria de pensionistas.

Coronel lembrou que o próprio Bolsonaro se referia a Guedes como o seu "Posto Ipiranga" durante a campanha presidencial, depositando nele a confiança de tomar as rédeas da condução econômica no país. No entanto, o desacerto no governo prova que pode ser o momento do presidente mudar de "bandeira".

"Na campanha, o presidente disse que Guedes era o posto Ipiranga, que ele não entendia de economia. Acho que o presidente tem que trocar de bandeira, Texaco, Shell, e não mais o posto Ipiranga. Que ele procure outra bandeira", cutucou Coronel, que coordena a campanha de Pastor Isidório (Avante) e Eleusa Coronel (PSD) à Prefeitura de Salvador.

O senador criticou a sugestão de Guedes do congelamento da aposentadoria e afirmou que a medida seria para "matar o povo de fome". Na sua visão, é preciso focar em propostas que atraiam investimentos para o setor produtivo, que gera empregos, e não apenas no "mercado especulativo". 

Como alternativas, o parlamentar propõe o combate ao contrabando de produtos nas fronteiras do país e cogita a liberação dos jogos de azar, que poderiam gerar até R$ 20 bilhões ao ano em arrecadação para a União.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas