Política

Sem ataques pessoais, desvio na Petrobras predomina em debate

[Sem ataques pessoais, desvio na Petrobras predomina em debate]
Por: Cíntia Kelly (Twitter: @cintiakelly_) 0comentários

O penúltimo debate entre os candidatos à presidência da República, Dilma Rousseff (PT), e Aécio Neves (PSDB), na noite deste domingo (19), na Rede Record, foi o que ficou mais atrelado ao campo das propostas, deixando os golpes abaixo da cintura de lado. Nada de ataques pessoais.
 
Porém, os pontos de nervosismo ficaram por conta das denúncias de desvios de dinheiro público da Petrobras para o PT, partidos aliados como PMDB e PP, e entrando mais recentemente no lamaçal, o PSDB.


A presidente Dilma reafirma que 'nunca antes na história do Brasil' o seu governo e o de Lula, entre 2003 e 2010, foram capazes de investigar denúncias de corrupção, ao contrário, segundo disse, dos dois governos do PSDB com Fernando Henrique Cardoso.
 
Aécio, por sua vez, rebate. Diz que o mérito de investigar não é do governo petista, mas das instituições, como a Polícia Federal.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas