Cultura

'Alvorada' retrata bastidores do impeachment de Dilma Rousseff

['Alvorada' retrata bastidores do impeachment de Dilma Rousseff]
27 de Maio de 2021 às 19:04 Por: Reprodução / Redes Sociais Por: Redação BNews

Chegou nesta quinta-feira (27), nos cinemas brasileiros, o filme ‘Alvorada’, que retrata a discussão dos bastidores do impeachment da ex presidente Dilma Roussef, em 2015. O longa, que tem as diretoras Anna Muylaert e Lô Politi, não será parecido como os outros documentários – O Processo (2018) e Democracia em Vertigem (2019). As imagens vão mostrar o dia a dia da presidente dentro do Palácio da Alvorada antes de ser afastada do cargo, mesmo esperando o impeachment. 


(Imagens do filme)

“Pelo aspecto misógino do golpe, para as cineastas mulheres foi mais urgente ainda. Sabíamos que a Petra Costa estava nas ruas e a Maria Augusta Ramos no Senado, então buscamos um recorte diferente”, comentou a diretora Anna em entrevista ao site Splash do UOL.

Mesmo em momentos de incomodo, a presidente, que teve 30 dias ininterruptos filmados, não mandou o pessoal das filmagens embora, apenas pedia, em certos momentos, para que parassem de gravar. “A negociação com ela no começo foi muito aberta, aos poucos foi se incomodando, mas nunca nos mandava embora nem reclamou de estarmos lá. Ela não tinha controle algum sobre isso”, explicou Lô Piliti. 


(Imagens do filme)

As cineastas ressaltam que o documentário, no entanto, não será para mostrar como foi o impeachment, mas sim, os bastidores até o fatídico dia. “Nossa proposta não era didática, porque nem os principais eventos relativos ao golpe aconteceram no Alvorada. Já aí ficamos deslocados dos atos centrais. Quem quiser procura no Google, o que temos ali é a observação do que aconteceu”, explicaram.

Anna comenta que a ex-presidente assistiu o documentário e pediu para que algumas cenas fossem deletadas, porque pessoas que apareciam, ainda trabalhavam no Palácio, o que poderia comprometer o emprego delas, principalmente com o atual presidente no poder. "Ela viu uma versão próxima desta. Disse que o final estava bonito e pediu para retirar duas ou três cenas com funcionários de carreira do Alvorada, que ainda estariam lá. Ela achou que a presença [no filme] poderia comprometê-los”, finalizou.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar