Direto de Brasília

Temer anistia débito com a previdência para aprovar PEC, avalia deputado

[Temer anistia débito com a previdência para aprovar PEC, avalia deputado]
17 de Maio de 2017 às 12:32 Por: BNews Por: Redação BNews*

Apesar de o ministro da Fazenda, Henrique Meireles, demonstrar otimismo quanto à aprovação da Reforma da Previdência, em tramitação na Câmara dos Deputados, a oposição segue acreditando que a PEC não obterá os 308 votos necessários.

O vice-líder da oposição na Câmara dos Deputados, Afonso Florence (PT), ressaltou que a reforma retira direitos trabalhistas consolidados de professores, servidores públicos e de agricultores. “Para aprovar a reforma, Temer está anistiando débito com a previdência, no rural e no urbano”, salienta Florence em conversa com o BNews.

Ele criticou Confederação Nacional de Municípios (CNM). Na marcha dos prefeitos, eles combatiam as políticas sociais, do salário mínimo, do Mais Medico. Nos governos de Lula e Dilma houve um aumento do repasse do FPM de 2% e agora a CNM defende a reforma da Previdência. Temer renegociou dívida de bilhões com o agronegócio. Eles não contribuíram com o Funrural, ou seja, com a Previdência.

 

Com informações do editor de Política do BNews, Luiz Fernando Lima, direto de Brasília

 

 


 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar