Eleições

Mendes explica pedido de vista

[Mendes explica pedido de vista]
30 de Setembro de 2010 às 19:00 Por: Luiz Fernando Lima

Foto: Gervásio/SCO/STF
Os ministros Gilmar Mendes e  Cezar Peluso antes do julgamento


 


Reportagem do jornal a Folha de São Paulo desta quinta-feira (30) revela que o candidato à presidência da República, José Serra (PSDB), entrou em contato, na última quarta-feira (29), com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes horas antes de o magistrado pedir vista ao julgamento de uma ação direta de inconstitucionalidade do PT, que tem o objetivo de derrubar a obrigatoriedade do título de eleitor para se votar.

No retorno do julgamento, Mendes afirmou que nunca foi pautado por questões político-partidárias.  O esclarecimento foi necessário pelo fato de que o PSDB é publicamente favorável à obrigatoriedade. Outro fator que justifica a explicação é que o ministro interrompeu o julgamento, com o pedido de vista, quando sete magistrados do STF já haviam declarados seus votos favoráveis à liminar que a acaba com a obrigatoriedade, o que já representava a maioria necessária para aprovar o requerimento petista e derrubar a obrigatoriedade.

Votação

Após longo discurso Gilmar Mendes declarou seu voto contra a ação do PT, divergindo do voto da maioria, incluindo a ministra e relatora do processo Ellen Grace. O único a acompanhar o voto de Mendes foi o presidente do STF, Cezar Peluso.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar