Geral

Sistema ferry boat à beira de um colapso

[Sistema ferry boat à beira de um colapso]
18 de Abril de 2011 às 16:23 Por: Ivana Braga

Às vésperas do feriado prolongado da Páscoa, o sistema ferry boat funciona, desde domingo (17), com apenas as embarcações Anna Nery e Ivete Sangalo operando a cada hora. Desta forma, apenas as viagens fixas são feitas desde domingo. Diante do problema, a direção da Agerba, agência reguladora do sistema de transporte do estado, convocou uma reunião de emergência, realizada na tarde desta segunda-feira (18), na sede da secretaria de Infraestrutura, onde funciona a Agerba, para discutir o problema e buscar alternativas para evitar o caos durante o ferido. 

De acordo com Eduardo Pessoa, diretor executivo da Agerba, a TWB, empresa que explora a concessão da travessia entre Salvador e Itaparica, foi multada em oito vezes por descumprimento do contrato. "Foram sete multas por atraso no valor de R$ 5.685 e uma por desrespeito à fiscalização, no valor de R4 1.137", informou.

O diretor da agência reguladora informou ainda que o contrato de concessão do serviço está sendo auditado e que o resultado da investigação vai definir o destino do sistema ferry boat. Confrme Eduardo Pessoa, não está descartado, inclusive, o rompimento do contrato com a TWB e a realização de uma nova licitação. "O resulatdo da auditoria é que vai sinalizar para a forma de operação do sistema. Nãi descartamos nenhuma possibilidade, inclusive a de substituir a atual concessionária", adiantou Pessoa.

Ainda segundo ele, a Agerba está trabalhando com a expectativa de que os ferries Maria Bethânia, Pinheiro e Juracy Magalhães entrem em operação ainda esta semana para evitar o colapso do sistema durante o feriadão, quando aumenta a demanda. "Até amanhã (terça-feira, 19) o Maria Bethânia deve estar sendo liberado. Na quarta o Pinheiro deverá estar sendo liberado pela Capitânia dos Portos. Vamos aguarda a liberação do Juracy Maglahães", assinala o diretor, salientando que a informação é da direção da TWB.

Em função de operar com a capacidade mínima da frota, a TWB suspendeu o embarque de caminhões e ônibus, permitindo o embarque apenas de veículos de passageiro e do tipo utilitário.  

Conforme a assessoria da TWB, que tentou negar a realização da reunião entre a direção da empresa e a Agerba, a concessionária estaria "dedicando equipe e todos os esforços" para reintegrar o mais rápido possível os ferries desativados.  

O ferry Pinheiro entrou em manutenção na sexta-feira (15), após ficar avariado ao encalhar em Bom Despacho quando se preparava para atracar, causando pânico e desconforto aos passageiros que ficaram horas impedidos de desembarcar. Outros mais impacientes, preferiram desembarcar de forma precária, com ajuda de botes. 

Outros acidentes foram registrados ao longo destes primeiros meses do ano, como o que ocorreu em março quando um veículo foi projetado para fora da embarcação durante a manobra de atracação, colocando a vida de usuários em risco.

Já as embarcações Juracy Magalhães e o Maria Bethânia estão à disposição da Capitania dos Portos para inspeção, devendo ser liberadas ao longo desta semana.

Fotos: Gilberto Júnior/Bocão News
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar