Geral

Ministério da Justiça lança Campanha Nacional do Desarmamento

[Ministério da Justiça lança Campanha Nacional do Desarmamento]
06 de Maio de 2011 às 11:25 Por: Redação Bocão News e Agências
O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e instituições parceiras lançam, nesta sexta-feira (6), a Campanha Nacional do Desarmamento 2011 – Tire uma arma do futuro do Brasil. Com a promessa de inutilizar as armas no ato da entrega, acelerar a indenização e assegurar anonimato aos voluntários.
 
O objetivo da campanha é sensibilizar a população e recolher o maior número possível de armas de fogo. Estudos como o Mapa da Violência mostram redução nos índices de criminalidade, principalmente homicídios, com a realização de campanhas anteriormente.
 
O início da campanha foi antecipado em um mês em reação à tragédia de Realengo, onde um atirador matou 12 crianças nas salas de aula de uma escola municipal, há um mês. O atirador usou armas obtidas no mercado ilegal, e o crime reacendeu o debate sobre o desarmamento e o controle ao tráfico de armas no país.
 
Para estimular e facilitar o recolhimento, a campanha apresenta quatro novidades: o anonimato para quem entregar a arma;  a inutilização da arma já no ato da entrega; a agilidade no pagamento da indenização (depois de 24 horas até, no máximo, 30 dias após a entrega); a ampliação da rede de recolhimento: além das delegacias da Polícia Federal, outros locais serão credenciados gradualmente pelo Ministério da Justiça.
   
A indenização varia de R$ 100 a R$ 300, de acordo com o modelo da arma, e não se estenderá à entrega de munição, como chegou a ser aventado. "Elas receberão um voucher do Banco do Brasil e poderão retirar o dinheiro no terminal de saque de qualquer agência no país", diz Melina Rossi, diretora do Instituto Sou da Paz.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar