Geral

Wagner: Geddel continua oposição

[Wagner: Geddel continua oposição]
08 de Outubro de 2010 às 09:43 Por: Redação Bocão News
Em entrevista ao apresentador Zé Eduardo, no Programa do Bocão, na Rádio Sociedade, o governador Jaques Wagner, reeleito no primeiro turno das eleições com mais de  63% dos votos, falou do apoio do candidato do PMDB derrotado na disputa pelo Palácio de Ondina, Geddel Vieira Lima, que declarou apoio à Dilma Rousseff no segundo turno da eleições presidenciais com o tucano José Serra, sobre algumas das ações que pretende adotar no seu segundo mandato e, como não poderia deixar de ser, dos bastidores da política local.

Questionado por Zé Eduardo sobre a possibilidade de composição com Geddel, o governador disse que costuma acreditar que a arte da política é não matar o boi e não deixar o cliente sem carne. "A campanha será mantida. Geddel tem se mostrado um aliado da presidência e não vejo nenhum problema em seu apoio a Dilma. Mas não pretendo firmar alianças, o nosso relacionamento será de oposição. Sobretudo com respeito", assinalou.
 
O apresentador Zé Eduardo ressaltou reconhecer que o combate ao tráfico é uma realidade, o que não altera, no entanto, que há um império do crack crescendo, se entranhando em todas as classes sociais, destruindo jovens e famílias.Diante dessa conclusão, o apresentador quis saber  como a gestão de Wagner vem enfrentando o problema e pretende combater o mal. A segurança em Salvador já foi discutida com o presidente Lula e, com certeza, é uma das prioridades da minha gestão. Mas, se não impedir o tráfico da pasta da coca não vai adiantar. Vamos aumentar o policiamento ostensivo, criar dois centros para dependentes e temos que quebrar a fronteira do tráfico. Vou continuar trabalhando. O crack é uma praga e temos que alertar e mostrar os casos para inibir o consumo, como faz o seu programa na TV Record", respondeu o governador.
 
Sobre a construção de uma ponte ligando Salvador a ilha de Itaparica, Wagner  disse que novembro é prazo máximo para as três empresas responsáveis pela criação do projeto apresentarem os formatos de melhor adequação da ligação entre Salvador e Itaparica. Segundo ele, após esse processo, será escolhido o modelo e iniciadas as obras que, salientou o governador, deverá ser concluída antes da Copa, em 2014.
 
O governador disse desconhecer a informação de que Robinson Almeida, assessor geral de Comunicação, deixará o governo para acompanhar o deputado Walter Pinheiro, eleito senador pelo PT. Para ele, são apenas boatos. "É a primeira vez que eu ouço isso. Mas se for este o seu desejo (de Robinson), deverei ser comunicado e a sua escolha será respeitada. Neste caso pode ser um boato. Ainda não fui comunicado por ele.
 
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar