Geral

Caso Bruno

[Caso Bruno]
18 de Outubro de 2010 às 07:39 Por: Redação Bocão News
O advogado do ex-goleiro Bruno de Souza, Ércio Quaresma, fez, segundo gravações exibidas no Fantástico, ameaças à noiva do ex-jogador do Flamengo, Ingrid Oliveira, para evitar que fosse substituído como defensor do atleta, acusado da morte de sua ex-amante Eliza Samúdio. Em um dos trechos da conversa, gravada pela noiva de Bruno, Quaresma diz ser o “diabo” e que Ingrid era uma “pedra” no sapato dele. 

Em outro momento, ele fala da sua relação com Bola, amigo de Bruno, e sobre o sumiço do corpo de Elisa. Um perito analisou a gravação e confirmou que as vozes são mesmo de Ingrid de Oliveira e Ércio Quaresma.

Neste fim de semana, Ingrid fez a primeira visita íntima ao noivo desde que ele foi preso, na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem. Ingrid registrou na polícia as supostas ameaças recebidas do advogado.
 
Confira alguns trechos da gravação:

Quaresma: Eu estou segurando o pretenso matador, que é meu amigo há 20 anos, cujo título você conhece de verdade: Marcos Aparecido dos Santos.
 
Ingrid: Ah, eu conheci hoje lá. Quem é?
 
Quaresma: Isso, o paulista, isso. Ele é meu amigo só há 20 anos, só há 20 anos. Sabe, eu brinco que quem ensinou ele a fazer as coisas fui eu. Eu sou mais velho que ele na polícia.
 
Quaresma: Estão querendo pegar o Bruno e a Dayanne (ex-mulher de Bruno e também está presa, acusada de participação no crime) e esquecer o resto. A senhora sabe por que não tem um cadáver insepulto até agora, se é que existe um cadáver? Por minha causa. 

Quaresma: 'Nego' está querendo pegar o Bruno e a Dayanne e esquecer o resto. A senhora sabe por que não tem, se é que existe um cadáver, um cadáver insepulto até agora? Por minha causa.


Quaresma: Eu sou o cão, eu sou o demônio, eu sou satã, eu sou lúcifer. 
 
Ingrid: Não, credo, sai para lá, em nome de Deus. 
 
Quaresma: Não, isso aí você vai deixar com sua igreja. Na hora de fazer a cagada, eu estou com Deus e estou com o diabo para trabalhar. Então, você entendeu nas mãos de quem você está? Demônio. Depois, você vai para igreja. Por enquanto, você vai deixar comigo e vai cooperar. Eu estou olhando no seu olho, eu estou vendo a sua alma. Eu não sou o advogado do diabo. Eu sou o diabo. Informações do G1.
 
 
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar