Geral

Julgamento

[Julgamento]
21 de Outubro de 2010 às 07:29 Por: Redação Bocão News
A Justiça condenou na noite desta quarta-feira (20), cinco dos oito acusados pela explosão da fábrica de fogos que matou 64 pessoas (entre elas duas crianças) em Santo Antônio de Jesus, em 1998. O julgamento, que aconteceu na 2ª Vara do Tribunal do Júri - no Fórum Ruy Barbosa, em Salvador - levou 23 horas para ser concluído.

Por ter mais de 70 anos, o dono da fábrica, Osvaldo Prazeres Bastos, recebeu pena menor de 9 anos. Seus quatro filhos Mário Fróes Prazeres Bastos, Ana Cláudia Almeida Reis Bastos, Helenice Fróes Bastos Lyrio e Adriana Fróes Bastos de Cerqueira, pegaram pena de dez anos e seis meses.

Durante o julgamento, Osvaldo chegou a passar mal e precisou ser amparado por uma enfermeira. Ele não prestou depoimento. Sua filha Adriana se recusou a falar. Já Mário, também filho de Osvaldo, assumiu a responsabilidade pelo comando da fábrica.

O júri entendeu que os outros três réus não tiveram participação direta com o caso. Foram absolvidos Berenice Prazeres Bastos da Silva, também da família, e os ex-funcionários Elísio de Santana Brito e Raimundo da Conceição Alves.

 A defesa já entrou com recurso, que foi aceito pelo juiz, e os réus irão aguardar em liberdade pela decisão do Tribunal de Justiça.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar