Geral

Pai e madrasta tem prisão decretada

[Pai e madrasta tem prisão decretada]
25 de Outubro de 2010 às 15:37 Por: Redação Bocão News
Os principais suspeitos da morte da menina de 5 anos, Joanna Marcenal Marins, o pai dela André Rodrigues Marins e a madrasta Vanessa Maia tiveram a prisão preventiva decretada pela promotora da 25ª Promotoria de Investigação Penal, Ana Lúcia Melo. Eles são acusados por crimes de tortura com dolo direto e homicídio qualificado por meio cruel.

A partir desta segunda-feira (25), a Justiça terá cinco dias para aceitar a denúncia. Caso seja procedente, os dois irão a júri popular.

André Rodrigues Marins foi indiciado no dia 15 por crime de tortura. A confirmação de que a garota sofria maus tratos foi divulgada pelo Instituto Médico Legal (IML). A menina que estava sob a guarda do pai, apresentava lesões semelhantes a queimaduras nas nádegas.

Em entrevista concedida à Rede Globo nesta segunda-feira (25), a promotora contou que se baseou em requisitos legais para o pedido de prisão. Segundo ela, o fato de o pai ser o responsável pela criança e a madrasta, a guardiã, faz com que a situação deles se agrave. A pena pode chegar a 40 anos.

O falso médico

A audiência do estudante de medicina que atendeu Joanna e a médica que o contratou Sarita Fernandes Pereira será nesta terça-feira (26). A determinação foi do juiz da 3ª Vara Criminal da Capital, Guilherme Schilling Pollo Duarte.

O Tribunal de justiça afirmou que entre outros crimes, a médica é acusada de homicídio doloso, na forma omissiva, e o falso médico, por exercício ilegal da medicina com resultado da morte da menina.
 
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar