Geral

Greve dos Correios completa 13 dias

[Greve dos Correios completa 13 dias]
26 de Setembro de 2011 às 12:58 Por: Redação Bocão News
Nesta segunda-feira (26) completam 13 dias de greve do Correios e segundo assessoria do órgão, uma nova proposta só será apresentada quando a categoria retornar às atividades. Os Correios rejeitaram a contraproposta da representação sindical dos trabalhadores da empresa, avaliada na sexta-feira (23).

Para um dos presidentes do Sindicato dos Trabalhadores em Correios e Telégrafos no Estado da Bahia (Sincotelba), Humberto Manoel, a categoria continuará em greve até que as reivindicações, entre elas melhores salários e condições de trabalho, sejam atendidas. “todos os dias colegas são assaltados, ameaçados e agredidos. Os criminosos levam as entregas, roubam as roubas e veículos para agirem em outros crimes”, declarou Manoel.  Também funcionário do correio, Edvaldo Pereira relata que a em mais de 10 anos de trabalho a maior dificuldade está na entrega de mercadorias. “Já fui ameaçado varias vezes por homens armados”, relatou. 
 
De acordo com os Correios, 15 mil grevistas já voltaram ao trabalho - o que corresponde a 44% dos profissionais que haviam aderido à paralisação. O índice de adesão nacional divulgado pela empresa nesta sexta-feira é de 18%, com 19 mil empregados parados.
 
Mas segundo Humberto Manoel, ao contrario do que está sendo divulgado pelo órgão, mais de 90% da ala operacional do Correios continuam em greve e não vamos ceder. Os trabalhadores pediam reposição da inflação de 7,16%, reposição das perdas salariais de 24.76%, de 1994 à 2010, além de outras reivindicações, como aumento linear de R$ 200 e não desconto dos dias parados em decorrência da greve.

Fotos Gilberto Júnior // Bocão News
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar