Geral

Coelba faz raio-x do caos em Salvador

[Coelba faz raio-x do caos em Salvador]
20 de Outubro de 2011 às 20:26 Por: Redação Bocão News

Desde o início da semana, uma frente fria castiga Salvador. E o pior: a previsão é de que o mau tempo se estenda até o domingo (23). Mesmo assim, o balanço já é devastador na capital baiana. De acordo com o gerente de operações da Coelba, Sérgio Melo, diversos bairros ficaram sem luz por até 12 horas. Os mais atingidos foram Liberdade e Cajazeiras, além daqueles que se estendem ao longo da orla marítima, a exemplo de Itapuã, Barra, Pituba e Rio Vermelho.

“As principais ocorrências são por conta dos ventos que provocam defeitos na rede elétrica. A queda de um galho de árvore, por exemplo, provocou a falta de energia no Costa Azul. Nos últimos dias registramos 20 vezes mais chamadas do que o normal. Por isso, todo o efetivo que trabalhava em outras áreas foi deslocado para os setores de operações e manutenção. A expectativa é de que tudo comece a ser normalizado a partir de sábado (22)”, previu o gestor durante entrevista no Se Liga Bocão, da Itapoan FM 97,5.

Durante o programa, o apresentador Zé Eduardo revelou que a 11ª Delegacia, em Tancredo Neves, estava sem luz. O gerente da Coelba disse que não tinha essa informação, mas se comprometeu a deslocar uma equipe até o local.

Sérgio Melo aproveitou a audiência da Itapoan FM para pedir à população que, além do 0800, utilize outros canais para registrar ocorrências. O primeiro deles é o serviço de torpedo através do número 27308. No campo do texto é preciso registrar o número do contrato da conta de energia. O segundo é o site da companhia que pode ser acessado através do endereço eletrônico http://www.coelba.com.br.


Foto: Paulo Macedo/Bocão News
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar