Geral

Greve dos bancos deve ganhar força

[Greve dos bancos deve ganhar força]
30 de Setembro de 2010 às 14:12 Por: Redação Bocão News
A greve dos bancários iniciada nesta quarta-feira (29) em 26 estados e no Distrito Federal deve ganhar mais força nos próximos dias. Pelo menos essa é a estimativa do presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf), Carlos Cordeiro, para quem o fato de o setor patronal não fazer uma proposta que contemple a reivindicação da categoria que pede tende a fortalecer o movimento.

Entre as reivindicações da categoria está o reajuste salarial de 11% o que, segundo os bancários, seria a título de reposiçãodas perdas do último ano. O setor patronal, por meio da Federação Nacional dos Bancos (Fenaba), não avançou na proposta de conceder apenas o percentual do Índice Nacional de Preços ao Consumidor, de 4,29%.

Cordeiro disse que não procede a alegação da representação dos bancos de que a categoria não quis negociar.  Segundo ele, durante 30 dias de discussões a Fenaban não avançou na questão do reajuste. Além da reposição das perdas salariais, os bancários reivindicam o fim do assédio moral no trabalho, mais segurança nos bancos e a valorização do piso da categoria.

A mobilização dos bancários em greve prevê realização de protesto e assembléias. Na Bahia, eles se reúnem nesta quinta-feira (30), às 18 horas, no Ginásio de Esportes do sindicato, nos Aflitos, para decidir o rumo do movimento. Em São Paulo a assembléia é amanhã à tarde.

Conforme balanço da Contraf, o movimento iniciado ontem está mais forte do que o do ano passado. Os dados divulgados na noite do primeiro dia de paralisação indicavam que a greve da categoria teria fechado 3.864 agências em todo o país, o que representa 20% das 19.800 agências bancárias do país. 

Na Bahia, conforme a direção do sindicato dos bancários, 130 agência teriam aderido ao movimento, das quais 100 de instituições públicas e 30 privadas.
 
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar