Informe

Candeias e Camaçari avançam com investimentos que ampliam cobertura de esgotamento sanitário

[Candeias e Camaçari avançam com investimentos que ampliam cobertura de esgotamento sanitário]
24 de Maio de 2021 às 10:37 Por: Divulgação / Embasa Por: Redação BNews

O sistema de esgotamento sanitário (SES) de Candeias e Camaçari, municípios da Região Metropolitana de Salvador, recebem, nos últimos anos, grandes investimentos da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) destinados à ampliação do acesso ao serviço de coleta e tratamento de esgoto na sede municipal. 

As cidades são dotadas de belezas naturais que atraem turistas e movimentam a economia local. E, como não se faz turismo sem um destino limpo, o saneamento básico torna-se um dos pilares para qualquer destino turístico, pois, visitar um local despoluído e sem riscos à saúde significa uma viagem mais tranquila e segura para toda a família.

O acesso aos serviços garante, além de boa infraestrutura para hospedagem, com banho e água potável para beber, água com boa balneabilidade e sem problemas causados pela falta de coleta e tratamento de esgoto, como a disseminação de doenças de veiculação hídrica.

Candeias
Em Candeias, a empresa está implantando novos pontos de ligação à rede coletora de esgoto nos bairros Centro, Malembá, Sarandy para atender mais 732 imóveis. Esse trabalho tem previsão de conclusão ainda no primeiro semestre deste ano.  O investimento é da ordem de R$ 1,5 milhão com recursos próprios da Embasa e da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene).  A população beneficiada é de quase 2,5 mil habitantes. 

“O trabalho da Embasa é contínuo no intuito de atender mais domicílios no município, aumentando a abrangência do atendimento e promovendo saúde pública e qualidade ambiental”, explica Jucilene Sena, gerente regional da Embasa. 

A cobertura atual da coleta e tratamento de esgoto em Candeias chegou a 44% devido a obras já realizadas, como a ampliação do SES do município, finalizada em 2016 e que representou um investimento de cerca de R$ 66 milhões (dos quais R$ 35,5 milhões foram recursos próprios). 

Na ocasião, o sistema ganhou mais 176 quilômetros de rede coletora, 11 estações de bombeamento e 4 mil ligações intradomiciliares, além de uma nova estação de tratamento de esgoto cujo efluente tratado é lançado no rio São Paulinho dentro dos parâmetros de qualidade determinados pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama).

Já em 2019, foram investidos cerca de R$ 2,3 milhões na implantação de mais 900 pontos de ligação para os imóveis de bairros que já possuíam rede coletora, beneficiando cerca de 4 mil habitantes.

Camaçari
Já em Camaçari, os investimentos expressivos da Embasa são voltados para a melhoria da prestação e a ampliação do acesso à coleta e tratamento de esgoto, serviço essencial que promove saúde pública e preservação ambiental.  

Na localidade de Arembepe, importante polo turístico do Litoral Norte da Bahia, a Embasa está investindo R$ 34,9 milhões, entre recursos próprios e do Orçamento Geral da União (OGU/PAC 2), para levar a coleta e tratamento de esgoto a mais de 16.700 pessoas. O sistema de esgotamento sanitário da localidade será composto por sete estações de bombeamento de esgoto e 52,2 mil metros de tubulações de diâmetros variados, como rede coletora, linha de recalque e emissário final.

De acordo com o gerente de obras da Embasa, Fábio Pacheco, o empreendimento já está com 45% de execução e deve ser concluído em abril de 2022. “Já implantamos mais de 30 km em tubulações, incluindo rede coletora, ramais e emissário. Três estações elevatórias já estão em andamento”, detalha.  
 
Já as localidades de Barra do Pojuca, Guarajuba, Itacimirim e Monte Gordo foram contempladas com o serviço por meio da conclusão, em 2011, do sistema de esgotamento sanitário (SES) de Barra do Pojuca. A obra contou com um investimento de R$ 33,8 milhões, realizado com recursos próprios da empresa. Na época, a estação de tratamento de Barra do Pojuca foi ampliada e foram implantadas 15 estações de bombeamento, 1.271 ligações domiciliares, além de 106 quilômetros (Km) em tubulações de pequeno e grande porte.  

Atualmente, graças a diversas ações realizadas pela empresa para atender a demanda do crescimento populacional e da atividade turística da região, o SES de Barra do Pojuca já conta com 250,5 km de tubulações e 4.942 ligações domiciliares, beneficiando 30.620 pessoas de forma direta. 

“Com a chegada da rede de esgoto, o ganho na qualidade de vida foi imediato, pois não precisamos mais utilizar fossas sépticas, que enchiam muito rápido, causando mau cheiro e atraindo ratos e baratas para a comunidade”, lembra Rodrigo Freire Santos, morador da localidade de Morrinhos, em Barra do Pojuca.  
 
“As intervenções da empresa nessa região são fundamentais para proteger ambientes muito importantes para a biodiversidade costeira, como praias, rios e ecossistemas de lagoas, dunas, restinga, mangue e mata atlântica, sobretudo por se tratar de uma área de grande atratividade para o turismo e com um ritmo de crescimento ocupacional muito intenso”, observa Thiago Hiroshi, gerente da Unidade Socioambiental da Embasa.

As praias de Guarajuba e Itacimirim, por exemplo, receberam, em 2019 e 2020, respectivamente, a certificação bandeira Azul, uma das mais importantes chancelas ecológicas do mundo, concedidos pela Foundation for Environmental Education (FEE). Corpos hídricos importantes como os rios Pojuca e Jacuípe também estão entre os contemplados pelo esforço da Embasa em promover o saneamento na região.
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar