Informe

Acesso a água é ampliado em 25% para população da capital do Oeste Baiano

[Acesso a água é ampliado em 25% para população da capital do Oeste Baiano]
25 de Maio de 2021 às 11:54 Por: Divulgação / Embasa Por: Redação BNews

Considerada a capital do Oeste Baiano, Barreiras assistiu a ampliação em 25% do acesso a água tratada nos últimos seis anos. Segundo a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), por meio de obras para estender a rede distribuidora, o avanço garantiu o acesso ao fornecimento de água tratada canalizada para mais 12.318 mil domicílios edificados em áreas de expansão imobiliária, na sede municipal, e em outras localidades do município. 

A cidade é um importante polo agropecuário e o principal centro urbano, político, educacional, médico, tecnológico, econômico, turístico e cultural de toda a sua região. Barreiras, junto às suas cidades circunvizinhas (Luís Eduardo Magalhães, São Desidério, Cristópolis, Angical, Riachão das Neves, Formosa do Rio Preto, Novo Jardim (TO) e Ponte Alta do Bom Jesus (TO)), compõe a maior fronteira agrícola do Nordeste.

Com 50 anos de atuação, completados no último dia 11 de maio, a Embasa vem garantindo a cobertura na prestação do serviço de água em 100% da sede municipal e em 22 localidades da zona rural, garantindo mais qualidade de vida para os barreirenses. Além de executar obras para ampliar a rede distribuidora e o número de ligações de água, a Embasa investe na infraestrutura instalada para prestar um bom serviço à população atendida. 

“Nos últimos seis anos, a empresa investiu em torno de R$ 11,5 milhões no avanço do atendimento na zona rural, ampliação da estação de tratamento, substituição e aquisição de novas bombas, substituição de rede distribuidora para que seja mantida a oferta regular de água tratada”, reforça o gerente operacional de água da Embasa, Marcos Rogério Moreira. 

Dentre as obras, destacam-se investimentos realizados recentemente em torno de R$ 3,7 milhões para atender as localidades Barrocão, Bebedouro, Gameleira e Passagem Funda; R$ 1,2 milhão para implantar uma nova rede adutora e estação de bombeamento para atender as localidades do Cinturão Verde, e R$ 4,5 milhões para duplicar a estação de tratamento de água para beneficiar a população de Barreiras. 

Com duas estações de tratamento em operação no município, com água captada nos rios de Ondas e Grande, a Embasa atende cerca de 67 mil domicílios e vem conseguindo expandir o acesso ao serviço de abastecimento de água numa média de dois mil novos imóveis por ano.

Esgotamento Sanitário
Segundo a Embasa, os investimentos em ampliação do acesso a coleta e tratamento de esgoto, ao longo dos últimos 14 anos, contemplou cidades e localidades turísticas situadas em importantes bacias hidrográficas existentes no estado. 

Foram feitos investimentos em Feira de Santana, município situado na bacia do rio Jacuípe cujas águas afluem para o lago de Pedra do Cavalo, importante manancial de abastecimento de Salvador, Região Metropolitana de Salvador, Recôncavo e da Região Metropolitana de Feira de Santana. 

Os municípios situados próximos à foz do rio Paraguaçu que deságua na Baía de Todos os Santos (BTS), assim como as ilhas de Bom Jesus dos Passos e dos Frades e os municípios ribeirinhos da BTS, receberam muitos investimentos e, hoje, contam com coleta e tratamento de esgoto, apresentando uma média de cobertura nas respectivas zonas urbanas de 60% (*dados SNIS 2019). Os municípios são: Salvador, Simões Filho, São Francisco do Conde, Madre de Deus, Candeias, Santo Amaro, Cachoeira, São Félix, Muritiba e Cruz das Almas.
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar