Justiça

Acusado de matar Michel Sá tem novo pedido de habeas corpus negado pelo TJ-BA

[ Acusado de matar Michel Sá tem novo pedido de habeas corpus negado pelo TJ-BA]
15 de Agosto de 2019 às 13:52 Por: Redação BNews 0comentários

Itazil Moreira dos Santos, acusado de matar o assessor Michel Batista Santana de Sá, em 16 de agosto de 2018, teve mais um pedido de habeas corpus negado pela 1ª Turma da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA). Itazil é acusado de latrocínio. A defesa alegou no pedido que a prisão foi ilegal e solicitou a liberdade provisória, com aplicação de medidas cautelares diversas da prisão.

Michel foi assassinado após ser torturado. O corpo foi encontrado atrás do Shopping Paralela, em Salvador. Michel Batista de Sá tinha 35 anos, era casado e deixou um filho de nove meses.

Ele era assessor da Diretoria de Relacionamento e Atendimento da Companhia de Processamento de Dados do Estado da Bahia (Prodeb).

Segundo a polícia, o crime ocorreu durante a negociação da venda de um carro, que pertencia a Michel. O veículo seria vendido por R$ 73 mil. Depois do assassinato, o automóvel sumiu e só apareceu no sábado (18).  Gabriel tinha um suposto interesse em comprar o carro, que foi anunciado em um site de vendas. Ele chegou a negociar com Michel, mas a transação não foi finalizada.

O motivo seria uma suposta transferência feita pelo jovem que não caiu na conta de Michel.

Notícias relacionadas:

Câmeras registram ação de suspeito de latrocínio contra Michel Sá em loja de celular
Familiares e amigos se despedem de ex-assessor parlamentar encontrado morto atrás de shopping
Exclusivo: jovem confessa que matou assessor após sofrer golpe e que confundiu Michel com o estelionatário

Caso Michel Sá: suspeito de matar assessor da Prodeb é preso em Santa Catarina

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas