Lavagem do Bonfim

Cadeirantes percorrem cerca de 15 Km durante a Lavagem do Bonfim

[Cadeirantes percorrem cerca de 15 Km durante a Lavagem do Bonfim]
Por: Dinaldo Silva/BNews Por: Léo Sousa e Samuel Barbosa 0comentários

A Lavagem do Senhor do Bonfim, realizada na manhã desta quinta-feira (16), se destaca no calendário de festas populares da Bahia. Além do religioso, há espaço para o profano, manifestações culturais, e exemplos de superação, como é o caso da dupla de cadeirantes encontrada pelo BNews. 

Domingos Marinho, de 61 anos, e João Leite, de 65, não medem esforços para participar da festa todos os anos. Eles saem dos Mares, seguem até a Basílica da Conceição da Praia, no Comércio, e de lá dão início ao trajeto que só finaliza na Colina Sagrada, no Bonfim.  

Segundo Domingos, já é tradição participar do cortejo. ”Na verdade a gente participava de corrida mas não valia mais a pena, achamos melhor fazer uma passeada, é melhor do que se desgastar de mais. Fazemos sempre juntos, de 10 a 15 anos, só de cadeira de roda tenho 24 anos. É tradição, não pode deixar de vim inclusive a gente que mora na área, é muito difícil a gente chegar devido a locomoção de transporte, aí a gente vem cadeirando e volta numa boa. Já somos acostumados a fazer basquete e atletismo, nem todo mundo vai fazer o que a gente faz, mas a idade vai chegando e a gente tem que ir diminuir”, disse. 

Mas nem tudo são flores, João fala das dificuldades e do preconceito que os deficientes enfrentam na cidade. “Não tem nada fácil pro cadeirante, tudo é difícil, material pra cadeira de rodas é caro, na rua você sofre sem rampa, encontra pessoas com preconceito mas a mim não dizem nada. O deficiente hoje pra andar em Salvador tem que ser guerreiro, se não ele sai de dentro de casa, a verdade é essa. Não somos nós que somos deficientes é a cidade que deficiente com a gente”.
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas