Mundo

Acabou o resgate no Chile

[Acabou o resgate no Chile]
13 de Outubro de 2010 às 21:59 Por: Redação Bocão News



Acabou neste instante 21h56, com a retirada Luis Urzúa, 54,topógrafo e chefe de turno, casado e líder do grupo, último a ser içado, a operação de resgate dos 33 mineiros soterrados na mina de San José, em Copiapó, Atacama, Chile, desde 5 de agosto. Os trabalhos superaram todas as estimativas. Logo após a constatação, 17 dias depois do acidente, de que todos os trabalhadores estavam vivos, as autoridades chilenas anunciaram que a retirada deveria ocorrer por volta do Natal.

Após 69 dias de confinamento a quase 700 metros de profundidade, os mineiros tiveram a boa notícia que a retirada seria iniciada. Em pouco mais de dois meses foi concluído o revestimento do duto onde foi instalada a cápsula Fênix 2 que içaria os mineiros.  A previsão era que a operação começasse somente nesta quarta-feira (13) e demoraria cerca de 48 horas.

Apesar de o tempo de deslocamento do “elevador” improvisado entre o fundo do poço e a superfície ser de 12 minutos, a estimativa era que cada salvamento durasse em torno de uma hora e que a operação demoraria 48 horas. A retirada era um processo delicado e exigiria cuidados especiais, explicaram as  autoridades chilenas.

A operação, que transcorreu sem transtornos, começou às 23h20 desta terça (12), com a descida do socorrista Manuel González, que passou instruções para os mineiros. Florencia Avalos, 31, foi o primeiro mineiro a ser içado. Foi recebido pela mulher e filho de sete anos em meio a aplausou e gritos de "Chi, chi, chi! Le!

“Os prazos diminuíram. Estamos avançando a um ritmo de 40 minutos para cada resgate", comemorou o presidente do Chile Sebastián Piñera que acompanhou a operação ao lado do presidente da Bolívia, Evo Morales, que foi ao local para aguardar a retirada do boliviano Carlos Mamani, 24, único estrangeiro do grupo e que tinha começado a trabalhar na mina San José cinco dias antes do desmoronamento que o “soterrou” com os outros 32 colegas chilenos.

Confira abaixo o nome e a ordem do resgate dos 33 mineiros:

1º- Florencio Ávalos: 31, capataz, casado.
2º- Mario Sepúlveda: 40, eletricista, casado.
3º- Juan Illanes: 52, mineiro, casado.
4º- Carlos Mamani: 23, operador de máquinas pesadas, casado e pai de uma
filha. Boliviano .
5º- Jimmy Sánchez: 19, mineiro, solteiro e o mais jovem do grupo.
6º- Osman Araya: 30, mineiro, casado, com três filhos.
7º- José Ojeda: 46, encarregado de perfuração, viúvo, diabético e autor da
famosa mensagem “Estamos bem no refúgio, os 33".
8º- Claudio Yáñez: 34, operador de máquina, duas filhas.
9º- Mario Gómez: 63, motorista, casado e com quatro filhas.
10º- Alex Vega: 32, mecânico de máquinas pesadas, casado.
11º- Jorge Galleguillos: 56, mineiro experiente, casado, sofre de
hipertensão.
12º- Edison Peña: 34, mineiro, solteiro.
13º- Carlos Barrios: 27, mineiro, solteiro.
14º- Víctor Zamora: 33, mecânico, casado.
15º- Víctor Segovia: 48, eletricista, casado e encarregado de registrar
por escrito o que ocorre dentro da mina.
16º- Daniel Herrera: 27 anos, motorista de caminhão, casado.
17º- Omar Reygadas: 56, eletricista, casado, recém contratado para
trabalhar na mina.
18º- Esteban Rojas: 44, encarregado de manutenção, casado.
19º- Pablo Rojas: 45 anos, encarregado de explosivos, casado. Trabalhava
há menos de seis meses na mina.
20º- Darío Segovia: 48 anos, operador de máquina, casado.
21º-  Yonni Barrios: 50, eletricista, casado e encarregado do
acompanhamento médico dos mineiros por seus conhecimentos de enfermagem.
Duas companheiras o esperaram na superfície.
22º- Samuel Ávalos: 43, mineiro, casado e com antecedentes no uso de
entorpecentes.
23º- Carlos Bugueño: 27, mineiro, solteiro.
24º- José Henríquez: 54, encarregado de perfuração, casado e guia
espiritual dos mineiros.
25º- Renán Ávalos: 29, mineiro, solteiro, irmão de Florencio Ávalos.
26º- Claudio Acuña: 44, operador de perfuradora, solteiro.
27º- Franklin Lobos: 53, motorista, solteiro e ex-jogador profissional de
futebol.
28º- Richard Villarroel: 27, mecânico, solteiro.
29º- Juan Aguilar: 49, supervisor, casado.
30º- Raúl Bustos: 40, mecânico hidráulico, casado. Trabalhava como
mecânico nos estaleiros da Marinha chilena em Talcahuano, porto destruído
pelo tsunami de 27 de fevereiro.
31º- Pedro Cortez: 24, eletricista, solteiro.
32º- Ariel Ticona: 29, motorista de máquina pesada, casado. Sua mulher,
Margarita, deu à luz a terceira filha durante o pesadelo dos mineiros e a
batizou de Esperanza a pedido do marido.
33º- Luis Urzúa: 54, topógrafo e chefe de turno, casado. É o líder do
grupo.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar