Mundo

Estado Islâmico reivindica autoria de atentado em Manchester

[Estado Islâmico reivindica autoria de atentado em Manchester]
23 de Maio de 2017 às 10:04 Por: Reprodução Por: Folhapress
A polícia britânica prendeu nesta terça-feira (23) um homem de 23 anos em conexão com o ataque da véspera durante um show da cantora pop Ariana Grande em Manchester, no Reino Unido.
 
Segundo as autoridades, o suspeito foi preso na região sul de Manchester. 
 
Ele é o primeiro detido pela explosão de segunda-feira (22), que deixou ao menos 22 mortos e dezenas de feridos após o fim do concerto na Manchester Arena. 
 
Um outro homem foi detido no shopping Arndale Centre, em Manchester, mas a polícia não vê indícios de que ele tenha conexão com o atentado. O local chegou a ser fechado temporariamente nesta terça (23). 
 
ARIANA GRANDE
As autoridades trabalham com a hipótese de que o atentado no show foi provocado por um homem-bomba cuja identidade ainda não foi divulgada. 
As investigações buscam entender, agora, se ele atuava sozinho ou se era parte de uma organização maior. 
 
ESTADO ISLÂMICO 
A organização terrorista Estado Islâmico reivindicou nesta terça-feira (23) a autoria do ataque, mas ainda não há indícios de conexão entre o suposto homem-bomba e a milícia. 
 
A segurança no restante do Reino Unido será incrementada, segundo um anúncio das autoridades britânicas, com um maior contingente policial deslocado para Londres. 
 
A campanha das eleições parlamentares de 8 de junho foram suspensas após a explosão. 
 
TERROR NA EUROPA
Ataques recentes aos países do continente 
 
Paris (13.nov. 2015)
Uma sequência de ataques a bomba e com atiradores em várias partes da cidade deixa 130 mortos. Estado Islâmico reivindica autoria 
 
Bruxelas (22.mar.2016)
Três homens-bomba ligados ao EI se explodem no aeroporto e numa estação de metrô; 32 morrem 
 
Nice (14.jul.2016)
No Dia da Bastilha, em mais uma ação do EI, um atirador dirigindo um caminhão atropela uma multidão à beira-mar e mata 86 
 
Berlim (19.dez.2016)
Em ação semelhante à de Nice, motorista avança com um caminhão contra pedestres em um mercado de Natal; 12 são mortos 
 
Londres (22.mar.2017)
Um ano após os ataques de Bruxelas, um homem atropela pedestres na ponte Westminster e esfaqueia um policial na entrada do Parlamento; 5 morrem 
 
Estocolmo (7.abr.2017)
Novamente, um caminhão é usado para atropelar pedestres, em uma rua comercial, deixando 4 mortos
 
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar