Mundo

Epidemia de Cólera no Haiti

[Epidemia de Cólera no Haiti]
24 de Outubro de 2010 às 11:15 Por: Redação Bocão News
 
O cólera que já causou 22 mortes no Haiti, chegou a Porto Príncipe, e as autoridades buscam conter sua propagação, facilitada pelas precárias condições em que o país se encontra após o terremoto de janeiro.

De acordo com a Organização Pan-Americana de Saúde (OPS), um laboratório do Ministério da Saúde do Haiti confirmou na noite deste sábado (23) a detecção de casos no departamento Ouest, que inclui a capital Porto Príncipe onde cinco casos já foram registrados.

A epidemia de cólera matou nos últimos dias 220 pessoas, especialmente no norte do Haiti, 10 meses após um terremoto arrasar o país mais pobre da América. O acidente fez com que mihares de pessoas desabrigadas fossem viver em acampamentos principalmente nos arredores de Porto Príncipe, em péssimas condições sanitárias, o que facilita os contágios.

O Haiti é o país mais pobre da América e foi arrasado no dia 12 de janeiro por um terremoto que deixou mais de 250 mil mortos e 1,5 milhão de desabrigados.

O cólera estava erradicado do país há mais de um século, mas após violentas chuvas reapareceu na última semana em diversas regiões do norte da ilha como resultado da má qualidade da água potável. Altamente contagiosa, a doença é causada por uma bactéria e provoca intensas diarreias. Sem uma hidratação imediata do paciente, pode se tornar mortal. Um doente de cólera pode perder até 10% de seu peso em quatro horas.

Ajuda brasileira

O governo brasileiro está ajudando a combater o problema. Segundo nota divulgada pelo Ministério da Saúde e pelo Itamaraty, o Brasil estaria pronto para distribuir suprimentos médicos, pastilhas para purificação de água, vasilhames, kits higiênicos e soro reidratante.

A nota diz ainda que técnicos brasileiros do Ministério da Saúde estão na capital Porto Príncipe, onde treinam agentes sanitários haitianos e preparam levantamento sobre necessidades de material médico. Segundo o informe, na próxima semana o Brasil enviará ao Haiti, em voos especiais da FAB, antidiarreicos, sais para reidratação oral e antibióticos, além de luvas e outros materiais descartáveis

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar