Na Sombra do Poder

Na Sombra: Quem meteu a mão no dinheiro da Odebrecht pra obra da Via Expressa?

[Na Sombra: Quem meteu a mão no dinheiro da Odebrecht pra obra da Via Expressa?]
11 de Maio de 2017 às 00:16 Por: Reprodução Por: Editoria de Política

O Contador de Sonhos

Um famoso advogado soteropolitano colocou uma consultoria de contabilidade para prefeitos baianos. O negócio se mostrou lucrativo e "gradualmente" foi abocanhando mais e mais contratos, com dispensa de licitação ou processo licitatório diferenciado, nas prefeituras. A soma de recursos empregados neste "novo" negócio chamou a atenção do Ministério Público, que já iniciou as investigações e juntou documentação. A Região Metropolitana de Salvador, oeste e sul baiano fazem parte do extenso campo de atuação do "pequeno" advogado que não mede esforços quando assunto é eleição. Faz diagnóstico, encomenda pesquisa e chega junto em uma ou duas caixas ao longo da corrida eleitoral. Depois, é aquele negócio: não existe almoço, pesquisa e tampouco 'doação' de graça. 

 

Treino

Rendeu e muito a entrevista do ex-governador da Bahia e secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner (PT), ao programa Se Liga Bocão na Itapoan FM. O petista revelou tentativa de propina por parte da Odebrecht para a construtora ficar com a obra da Via Expressa. Foi uma entrevista apertada e no fim, algo chamou atenção. Wagner disse que a sabatina foi proveitosa e largou: “foi bom pra treinar”. Aí vem a pergunta: treinar para quê? Para a campanha de 2018 que está por vir? Para um possível Senado Federal e as pressões feitas pelos jornalistas no dia a dia?

 

Quem foi?

A pergunta que não quer calar é: quem foi que tentou meter a mão no dinheiro da Odebrecht e disse que ia direcionar a obra e depois Wagner barrou? Quem foi?! Já tem bolão de aposta nos bastidores e a notícia tá circulando nacionalmente...mas sabem de uma coisa? Quando questionados se viram quem foi, dizem em coro: já vi...

 

Caixa 2

O ex-governador da Bahia, Jaques Wagner, praticamente assumiu que o caixa 2 em campanha era regra. “Todo mundo tem”. Falou ainda que é preciso definir o que é caixa 2. Na confusão, saiu-se com um “só o tesoureiro sabe". Certo, secretário, mas caixa 2 é fora da regra, portanto...

 

No combo

O BNews divulgou que no próximo dia 18 o vice-prefeito Bruno Reis (PMDB) vai receber da Câmara de Salvador a Medalha Thomé de Souza, que já estava mofada, pois desde 2013 estava para ser entregue. Mas a tática de Reis foi a seguinte: poupar festividades. Tudo porque no dia 17 é seu aniversário. Ou seja, vai ser o combo, que economiza e faz uma festa só.

 

No combo II

E por falar em Bruno... Dizem que não foi combinado, mas ele e o prefeito, no fim de semana, apareceram com o mesmo tom de cor das camisas. Se só o vice cumprisse a cor azul da moda dos netistas...menudos, vereadores e assessores entraram na mesma onda. Só faz lembrar a célebre propaganda: “Bonita camisa, Fernandinho”.

Veja aqui a propaganda:

 

A francesa

Por falar em Neto, vale ressaltar que no evento da semana passada no Porto Barra, na X Reunião de Ministros da Cultura da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), com a presença do ministro da Cultura, Gilberto Freire, ele saiu de fininho, momentos antes do fim do evento. Ninguém nem sentiu. Foi à francesa. Fala-se que foi com medo da manifestação Fora Temer do lado de fora. E por falar nela, Claudio Tinoco (DEM) que foi estufado de peito aberto tentando barrar o movimento. Hum!

 

Tirando satisfação?

Um flagra feito pelo BNews mostrou o secretário da Casa Civil, Luiz Carreira, numa conversa com o governador Rui Costa. Quem viu disse que o clima era de reclamação. “Isso não pode, Rui”, falou o membro do primeiro escalão de Neto em dado momento. Qual deve ter sido o tema do bate papo? Integração em alto nível de transporte ou será que a delegada tem espaço nessa pauta.

 

Trio leal a Otto

Três deputados federais do PSD da Bahia viram suas indicações políticas nos Correios serem cortadas pelas “mãos de tesoura” do secretário de Governo, Antônio Imbassahy (PSDB). Foi um retaliação aos votos contrários à reforma trabalhista. Sérgio Brito, Antônio Brito e José Nunes foram os deputados. Otto Alencar, senador e presidente do PSD da Bahia, mandou recado: agradeço aos três e faço aqui minha menção honrosa a eles que foram leais às nossas ideias. Paulo Magalhães votou a favor e manteve seus apadrinhados.

 

Sem surpresa

Ainda ecoa nos corredores do palácio a medida de Imbassahy que “barrou no baile” o presidente da UPB, Eures Ribeiro (PSD), na reunião da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) com representantes do governo Temer. A medida truculenta surpreendeu muita gente, mas Otto não se chocou: quando Eures me falou o que tinha acontecido, eu disse a ele que vindo de Imbassahy, nada me surpreende.

 

França cá, Bahia lá

E o secretário da ‘articulação política’ do governo Temer teve outra história contada. Durante o trâmite do processo de impedimento da ex-presidente Dilma Rousseff, Imbassahy chegou em uma roda de deputados de oposição aos petistas comemorando a publicação de uma entrevista dada a uma revista francesa. Empolgado e vaidoso, teve de ouvir de um de seus colegas: vá achando que seu voto está na França! Trate de dar entrevistas aos veículos baianos que é lá que está seu eleitor.

As negativas são esperadas, mas eles certamente se recordam do episódio. O que, pelo visto, não mudou a estratégia do tucano.

 

Na cara

Dois deputados estaduais conversavam entusiasmados em frente à pirâmide da Assembleia, como é conhecida a entrada principal dos parlamentares no térreo. Um dia após a reunião dos líderes com o governador Rui Costa...

—Rapaz, você viu? Falei na cara e é melhor assim. Aquele secretário não atende ninguém e quando atende não resolve.

Ao perceber a presença do repórter do BNews, parou a conversa. Questionado sobre de quem se tratava, preferiu não dizer. Só o que se sabe é que o tal secretário teve uma reunião com os parlamentares esta semana.

 

IPTU

O secretário municipal da Fazenda, Paulo Souto, acompanha apreensivo o julgamento da ação que pode suspender o reajuste do IPTU de 2013. Pelas contas do ex-governador da Bahia, quase 500 milhões foram acrescidos na receita de Salvador a partir do aumento entre os anos de 2014 e 2016.

— Mas este incremento não fez com que nós subíssemos no ranking de capitais no que se refere ao IPTU. Éramos a 13ª em 2012 e continuamos como 13ª 2016. Portanto, é erro achar que só Salvador aumentou.

 

Saída do PMDB

Com o principal “pré-candidato” ao Senado, Geddel Vieira Lima, mergulhado, o PMDB pode ter uma saída ainda não programada. Leur Lomanto Júnior, deputado estadual e líder da oposição na Assembleia, tem sido assediado para assumir o posto de vice de Neto numa possível chapa nas eleições 2018. A família de Leur tem longa história na política e esta aposta por subir. Para além, Neto organizaria o PSDB, que deve ter Jutahy Magalhães como candidato a senador e a última vaga fica entre o PRB ou algum dissidente da base de Rui Costa.

 

Saiu pela culatra, dizem governistas

Algo chamou atenção na posse de Atanázio Júlio (PSDB), que substitui Paulo Câmara. O líder da oposição, Zé Trindade (PSL) e a vereadora de oposição, Aladilce Souza (PCdoB), estavam bem sorridentes. Sabe o motivo? O tucano não estava tão satisfeito com o Palácio Thomé de Souza, visto o posicionamento do Executivo e ajuda durante a campanha. Contudo, os opositores, com a ideia de cooptá-lo para uma área independente ou opositora, segundo alguns governistas, deram com burro n’água, pois Júlio disse que votaria nos projetos do Executivo.  

 

Novas contendas

Passam os mandatos. Vão embora velhas contendas, mas aparecem novas tretas. Antes, tínhamos brigas épicas no on e no off de Euvaldo Jorge (PPS) e Antônio Mário (PSC). Agora poderemos ver dois tucanos se bicando: não chamem Atanázio Júlio (PSDB) e Cézar Leite (PSDB) para uma mesma festa. Aguardemos.

 

De olho no Bocão

Que o Bocão News é o site que mais cresce na Bahia, isso todo mundo sabe, mas ficamos felizes em ver que os senhores deputados, inclusive durante reunião importante com o prefeito ACM Neto (DEM), fazem questão de acompanhar nossas notícias no dia a dia e super quentes. Olha só o flagra que nós recebemos com Luciano Ribeiro ao fundo...

 

Zueira de Jequié

E pra fechar com chave de ouro, não poderíamos deixar de comentar do fato acontecido em Jequié! Explodiu na internet piadas sobre as mochilas dadas pela secretaria da Educação do município. O tamanho engolia os próprios alunos da creche, que receberam o material em tamanho único. Saca só a zueira, que na internet não tem limites:

Esse vai ser o sapato do kit:

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar