Polícia

Fazendeiro é estrangulado e corpo jogado dentro de cisterna

[Fazendeiro é estrangulado e corpo jogado dentro de cisterna]
07 de Maio de 2011 às 16:29 Por: Redação Bocão News
No município de Olindina, a 272 km de Salvador, o fazendeiro Antonio Damasceno, 55, foi torturado, morto e seu corpo jogado dentro de uma cisterna com sacos contendo pedras envolto da cabeça. O corpo foi encontrado por um dos filhos no início da madrugada deste sábado (7), dentro da cisterna da fazenda de sua proproedade onde morava coma mulher e os seis filhos.

De acordo com a polícia local, Antonio Damasceno foi torturado antes de ser morto por estrangulamento. Amigos do fazendeiro contaram que Damasceno foi assassinado com requinte de crueldade.

Rafael Prado de Melo, conhecido como Paulista, o menor E. S. S., de 17 anos, e Maxwell Santana Silva, conhecido como Gordo, que estava em liberdade provisória, apontados como autores do crime bárbaro, foram presos em operações conjunta da Polícia Militar e Civil de Olindina. Eles confessaram o crime e foram transferidos para a carceragem do município de Itapicuru, onde foi instaurado o inquérito,

Conforme a polícia, o corpo de Antonio Damasceno foi encontrado por um dos seus filhos que, ao sentir a falta do pai, saiu em sua procura. Antes ser morto e ter o corpo jogado dentro da cisterna, os criminosos roubaram a moto da vítima.

Damascenos teria sido abordado por três homens que o amarraram, estrangularam e envolveram sua cabeça em um saco plástico com pedras dentro. Em seguida, o jogaram dentro da cisterna.

Por meio de denúncias anônimas a polícia foi informada sobre a direção dos suspeitos de terem sido os autores do crime e conseguiu prendê-los. Por orientação do delegado regional Miguel Vieira, a polícia transferiu os três acusados para Itapicuru, pois a população mostrava-se revoltada e ameaçava invadir a delegacia para linchá-los.  

O corpo de Antonio Damasceno foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) da cidade de Alagoinhas, a cerca de 100 km de onde foi cometido o crime. O sepultamento ocorreu às 16h deste sábado, no Cemitério de Olindina, após ter sido liberado pelo IML. (Com informações do Correio e A Tarde)

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar