Polícia

Jovem morto não era assaltante

[Jovem morto não era assaltante]
15 de Outubro de 2010 às 11:52 Por: Ivana Braga
Ao contrário do que noticiamos na noite de ontem (14), o jovem Cleilton de Jesus Barbosa, 20, morto durante tentativa de assalto a um ônibus da empresa União, placa JQS-4715, que fazia a linha Duque de Caxias-Pituba, por volta das 18h10min, nas imediações do jornal A Tarde, não era um dos assaltantes.  Ele trabalhava como auxiliar administrativo em uma empresa no Salvador Trade e estava entrando no ônibus para retornar para casa quando foi atingido por um tiro no peito, morrendo no local.

As primeiras informações divulgadas davam conta que Cleilton Barbosa e Jucemar Marcelo Oliveira Brito, 19, que também foi baleado, seriam os autores da tentativa de assalto ao coletivo. Posteriormente, o jovem morto foi reconhecido pelo pai, que prestou as informações sobre o jovem.

Cleilton era filho único de Ailton do Carmo Barbosa, sargento da Polícia Militar (da reserva), que serviu no 18º Batalhão, no Centro Histórico.

O sargento reconheceu o filho pela documentação que estava com o delegado André Carneiro, da 16ª Delegacia de Polícia, na Pituba, que apura o fato. Segundo Ailton, o filho era um jovem esforçado que além de trabalhar como auxiliar administrativo, fazia curso de matemática à distância na FTC.

O autor dos disparos que matou Cleilton e feriu Jucemar Oliveira Brito - que recebeu dois tiros e foi encaminhado ao Hospital Geral do Estado (HGE), onde continua internado - teria se identificado como policial civil e foi liberado pelos colegas.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar