Polícia

De olho nas pesquisas

[De olho nas pesquisas]
27 de Outubro de 2010 às 07:41 Por: Patrícia Costa
O país entrou na contagem regressiva da escolha do seu novo presidente. Mas, enquanto o dia “D” não chega, os institutos de pesquisas disseminam seus levantamentos de última hora. Daqui até sábado (30), véspera da eleição, os brasileiros serão bombardeados com diversas sondagens de intenção de votos. Até agora, três delas já foram publicadas: Vox Populi, GPP (encomendada pelo PSDB) e Datafolha.

Esta última, divulgada nesta terça-feira (26) mostrou que se as eleições fossem hoje Dilma Rousseff venceria. O levantamento aponta a petista com 56% e José Serra com 44% dos votos válidos (que excluem brancos, nulos e indecisos). Com isso, ela mantém os 12 pontos percentuais de vantagem sobre seu adversário, resultado idêntico ao registrado no último levantamento do instituto, realizado no último dia 21.
 
Segundo o Datafolha, se considerados os votos totais, a candidata do PT soma 49% das intenções de voto, enquanto Serra aparece com 38%. Os brancos e nulos são 5%, e os indecisos, 8%.
 
O instituto ouviu 4.066 pessoas em 246 municípios e tem margem de erro de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos. Isso quer dizer que Dilma pode ter de 54% a 58%, e Serra, de 42% a 46%. A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo” e está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número 37404/2010.
 
Mais sondagens – Até o candidato a vice na chapa de Serra, Indio da Costa, contratou o Instituto GPP para uma pesquisa de última hora. O levantamento interno do PSDB mostra um empate técnico entre Dilma e Serra. Segundo o GPP, a diferença da petista diminuiu de 11 para 5,5 pontos sobre o tucano. Se considerados só os votos válidos, a candidata do PT aparece com 53% e Serra com 46%.
 
Na lista, ainda faltam os institutos Sensus e Ibope publicarem seus levantamentos. A previsão é que um saia nesta quarta-feira (27) e o outro no sábado (30), respectivamente.
 
Datafolha volta a publicar outro levantamento na sexta-feira (29). No sábado (30) -  véspera da eleição - entretanto, praticamente todos os institutos devem divulgar as respectivas sondagens. São eles: Ibope, Vox e Datafolha.
 
Três dos quatro principais institutos de pesquisa, nesta última semana, mostraram oscilações entre os candidatos e, na média, a candidata petista aparece com vantagem sobre o tucano.
 
No primeiro turno, as pesquisas trouxeram um cenário de vitória ainda no primeiro turno para Dilma. O que não aconteceu. Pois os institutos não conseguiram prever o movimento dos eleitores de Marina Silva (PV), os chamados ‘marineiros’, que deram quase 20 milhões de votos à candidata. 
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar