Política

Deputado quer asfalto de borracha em estradas baianas

[Deputado quer asfalto de borracha em estradas baianas]
19 de Abril de 2011 às 13:45 Por: Jota Júnior

Em tempos de projetos de lei que não interferem em nada na vida do cidadão, há exemplos que mostram que ainda existe espaço para boas ideias no Parlamento estadual. É o caso de uma proposta de caráter ambiental apresentada pelo deputado estadual Eures Ribeiro (PV) e divulgada na edição desta terça-feira (19) do Diário Oficial do Poder Legislativo.

O projeto de lei apresentado pelo verde propoõe a obrigatoriedade do uso de borracha originada de pneus triturados para a composição de massa asfáltica usada nos serviços de recapeamento de rodovias estaduais. “O uso desse material, também chamado de asfalto ecológico, já é uma realidade nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, onde estudos já constataram ser mais resistente que o asfalto comum e produzir menos ruídos, além de ajudar a reduzir a quantidade de resíduos altamente poluentes ao meio ambiente”, justificou.

Pelo projeto, o asfalto de borracha entrará como prioridade nos serviços de recapeamento contratados e conveniados pelo estado e municípios. O material deverá ainda ter 20% de resíduos provenientes de pneus descartados para ser considerado “ecológico”. O dispositivo, caso aprovado, vai obrigar o governo a celebrar convênios com entidades filantrópicas, para garantir a coleta e armazenamento dos pneus.

Eures Ribeiro lembra que a única iniciativa semelhante na Bahia foi feita pela Petrobras, em um trecho da estrada que liga a via de tráfego do Pólo Petroquímico de Camaçari à unidade da empresa situada no município. Segundo o deputado, em conversas com líderes de partidos e bancadas na Assembleia, o ambiente na Casa é favorável à aprovação da lei.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar