Política

Infraero aposta nos ‘puxadinhos’ em aeroportos

[Infraero aposta nos ‘puxadinhos’ em aeroportos]
23 de Abril de 2011 às 09:18 Por: Rafael Albuquerque
 

Não é novidade que as obras de infraestrutura para a copa de 2014 e Olimpíadas de 2016 estão com atraso superior ao previsto. Os aeroportos representam um dos principais problemas nesse sentido. Para amenizar a situação e mostrar serviço, a Infraero achou uma saída considerada controversa.

A estatal de infraestrutura aeroportuária reduziu o ritmo de obras, durante o ano de 2010, para se concentrar em uma alternativa que a oposição no Congresso considera suspeita: a instalação de “puxadinhos” em aeroportos que na verdade necessitam de reforma. De acordo com o blog de Claudio Humberto, os contratos são milionários para instalações provisórias, galpões de gosto duvidoso, feitos de material sintético, que custam R$ 5,7 milhões.

Os aeroportos de Brasília e Florianópolis já receberam os chamados “módulos operacionais”. Outros dois aeroportos estão ganhando os módulos milionários em lugar de ampliação: Guarulhos, Campinas, Goiânia e Vitória. Os aeroportos de Porto Alegre e Cuiabá também não passarão por reformas, já que devem receber os “puxadinhos”. Ainda assim, a Infraero informou que há obras em andamento e que estarão concluídas para “atender a demanda gerada pela Copa de 2014”.

 
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar