Política

Minoria na Alba recebe servidores e diz que votará contra proposta do governo

[Minoria na Alba recebe servidores e diz que votará contra proposta do governo ]
05 de Maio de 2015 às 08:59 Por: Divulgação Por: Redação Bocão News (@bocãonews)

O líder da Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), deputado Sandro Régis (DEM), informou que servidores da área de saúde ligados ao Sindicato dos Trabalhadores da Saúde do Estado da Bahia (Sindsaúde) foram buscar o apoio do colegiado na noite desta segunda-feira, véspera da votação dos Projetos de Lei enviados pelo Executivo, que tratam do reajuste salarial dos funcionários públicos do Estado.

O governo do Estado ofertou ao funcionalismo público, que possui data base em janeiro, reajuste parcelado. O primeiro, de 3,5%, retroativos a março, e 2,91% em novembro. O reajuste geral será de 6,41%.
 

Conforme o líder dos contrários na Casa de Leis da Bahia, de forma unânime, os parlamentares mostraram-se solidários aos servidores e garantiram que votarão contra a proposta do governo, caso o governo não acate a emenda proposta pela opocisação que indica a aplicação do reajuste linear a partir de janeiro e não nos meses de março e novembro, parceladamente.

O deputado Pablo Barrozo (DEM) chamou a atenção para o fato de à administração estadual desrespeitar uma conquista importante do funcionalismo estadual, ao desconsiderar a data base da categoria. O deputado Adolfo Viana (PSDB) reforçou dizendo que a proposta não reajusta os salários dos servidores, apenas repõe a inflação, com perdas do acumulado de janeiro a abril. "Sem falar que mais de 30% dos servidores ganham salário base abaixo do mínimo, o que além de imoral é ilegal", condenou o deputado Luciano Ribeiro (DEM).

Notícias relacionados:

Paralisação na Saúde continua até votação de reajuste na Alba

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar