Política

Profetas do caos, disse Lula sobre os que preveem inflação alta

[Profetas do caos, disse Lula sobre os que preveem inflação alta ]
05 de Maio de 2011 às 07:40 Por: Redação Bocão News e Agências
A uma plateia composta principalmente por economistas e agentes do mercado financeiro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chamou nesta quarta-feira (4) de "profetas do caos" os que creem na alta da inflação. Lula discursou à noite para cerca de 800 pessoas em São Paulo, a convite do Bank of America Merril Lynch. O evento era uma comemoração pela autorização obtida do Banco Central para que o Merril Lynch atue como banco múltiplo no Brasil.
 
Lula disse que a alta de preços ameaçou o país em 2002 e 2008, "mas foi superada com uma rigorosa política monetária e fiscal e investimentos no mercado interno".
 
Apontando na plateia para o ex-presidente do BC Henrique Meirelles e para o ex-ministro do Desenvolvimento Fernando Furlan, Lula dizia que seu governo tinha sido responsável e que a gestão da presidente Dilma Rousseff também seria.
 
"Ela já tomou medidas e assumiu o compromisso de controlar a inflação sem tirar a força do mercado interno, pois sabe que os maiores prejudicados pelo alto custo de vida são os milhões de brasileiros pobres."
 
Pesquisa feita pelo BC justamente com agentes do mercado financeiro mostra que, há oito semanas seguidas, as projeções de inflação estão crescendo. A última apontou para 6,37% em 2011.
 
A meta do governo é de 4,5%, com margem de até 6,5%. "A alta da inflação no país não tem causas estruturais. É um fenômeno passageiro, com causas externas e será revertido graças à ação decidida do governo e da sociedade", disse Lula.
 
Um dos pais do Plano Real, o economista Persio Arida deixou o evento no meio da palestra do petista.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar