Política

Disputa por cargos no governo federal sobra para Wagner

[Disputa por cargos no governo federal sobra para Wagner]
07 de Maio de 2011 às 18:05 Por: Rafael Albuquerque


A demora da presidente Dilma Rousseff (PT) para definir os cargos do segundo escalão, em especial na Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf), causa certo desconforto entre companheiros e nem tão companheiros assim. Não é novidade que há queda de braço entre as correntes petistas.

Todos estão de olho em qual Estado ou região emplaca mais indicações.  Até a Baía de Todos os Santos, correligionários do governador Jaques Wagner (PT) apelidaram de “Bahia de todos os cargos”. Isso porque há uma disputa direta por uma cadeira na diretoria da Chesf, presidida pelo PSB do governador de Pernambuco, Eduardo Campos.

Wagner já avisou: “Não estou em guerra por cargos porque essa não é a minha praia”. Mas salientou: “Agora, é inconcebível que nosso Estado não tenha pelo menos uma diretoria da Chesf sendo o maior produtor de energia do Nordeste e o maior consumidor da região”.

A disputa já traz conseqüências desagradáveis. O presidente do PMDB, senador Valdir Raupp (RO), foi reclamar com o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), e com o ministro da Casa Civil, Antonio Palocci sobre a distribuição dos cargos. “Assim não dá para segurar”, disse ele, referindo-se aos peemedebistas que, insatisfeitos, ameaçam dar o troco em votações no Congresso.

Com informações da Agência Estado
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar