Política

Petistas defendem eleição para presidente e para Congresso Nacional

[Petistas defendem eleição para presidente e para Congresso Nacional]
20 de Maio de 2017 às 15:38 Por: Vagner Souza/BNews Por: Cíntia Kelly

Se existe governo corrupto, o que dizer do Congresso Nacional? Se há instabilidade a partir da atuação de quem comanda o maior posto do país, o que dizer do poder que cria leis ou apenas aprova leis? Na possibilidade de haver eleição para escolha do presidente da República, com a iminência da queda de Michel Temer (PMDB), há quem pregue que o pleito se estenda a todo o parlamento.

A senador Gleisi Hoffmann (PT-PR), que disputa a presidência do PT nacional, defende eleições diretas, com vista a escolha de novo presidente, os 513 deputados e 81 senadores. “O povo tem que decidir, cada partido vai apresentar seu nome. Eu acho que tem que ter eleições diretas e para o Congresso também”.

Compartilhando da mesma posição, o deputado federal Luiz Caetano acredita que o Congresso atual é muito conservador. "Acho que temos uns 170 deputados com propostas mais avançadas, o restante é representante de latifundiários, aos meios de comunicação, ao capital financeiro, as grandes indústrias".

Já o deputado Robinson Almeida do PT baiano ponderou que para que haja eleição para o Congresso Nacional, os atuais parlamentares terão que renunciar. “Sou favorável a eleições gerais. Mas no momento temos que nos concentrar na eleição direta, porque há uma vacância. E ademais, os parlamentarse terã que renunciar. E pela Constituição eles terão mandato até 31 de dezembro de 2018", frisou.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar