Política

PT de volta à prefeitura

[PT de volta à prefeitura]
20 de Outubro de 2010 às 21:23 Por: Luiz Fernando Lima
Circula nos bastidores da política soteropolitana que o novo secretário municipal da Saúde, José Saturnino Rodrigues, foi indicado pelo deputado federal e senador eleito Walter Pinheiro (PT). As primeiras informações davam conta de que Saturnino teria sido recomendado pelo secretário estadual da Saúde, Jorge Solla.

O responsável pela pasta do Estado esteve nesta quarta-feira (20) na posse do colega, que responde pela Saúde na capital. Até ai poucas conclusões podem ser tiradas. Ora, os dois além de se conhecerem de longa data, precisarão atuar juntos para melhorar o atendimento médico em Salvador que está precário.

No entanto, quando analisado pela ótica da política a situação é bem diferente. Se de fato o PT indicou o nome, significa que João Henrique está contando os dias para sair do PMDB. O problema é que se ele sair da legenda, correrá sério risco de sofrer processos por infidelidade partidária. O que pode lhe custar o mandato.

Por outro lado, a relação do prefeito com o candidato derrotado ao governo do Estado, Geddel Vieira Lima (PMDB) está deteriorada e, ao que parece, não há volta. Sinais disto não faltaram nem durante a campanha eleitoral do primeiro turno, e, tampouco quando JH participou, mesmo que rapidamente, de um encontro entre lideranças políticas da base estadual petista. Mesmo que esta última tenha sido realizada com o objetivo de traçar as estratégias para divulgar a presidenciável Dilma Rousseff (PT) no Estado.

Para completar o quadro, que já não é bom para o prefeito, se ele sair ou complicar ainda mais a sua relação com os correligionários, correrá o risco de perder aquele que é considerado, por muitos, o principal quadro da administração municipal, o secretário de Serviços Público, Fábio Mota, que até o momento resistiu ao lado do prefeito.

Enquanto as especulações continuam ganhando força, a deputada estadual reeleita, Maria Luiza Carneiro (PSC), mulher do prefeito, mudou o tom do discurso e agora defende a parceria com o governador Jaques Wagner (PT). O petista que já foi alvo de criticas efusivas da primeira-dama.

Até o momento, não há confirmação de que o secretário da Saúde tenha sido, realmente, colocado pelo PT na gestão de JH.

Apesar dos indícios de reaproximação do prefeito com Wagner, dificilmente João Henrique vai conseguir guarida na legenda da estrela. Resta saber como ficarão as coisas quando o ano virar.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar