Política

Rui Costa destaca parceria da Bahia com a China e diz que Brasil tem que se aproximar do país

[Rui Costa destaca parceria da Bahia com a China e diz que Brasil tem que se aproximar do país]
08 de Abril de 2021 às 10:34 Por: Reprodução/YouTube Por: Luiz Felipe Fernandez

Um dos principais opositores do presidente Jair Bolsonaro, o governador da Bahia, Rui Costa (PT) destacou a parceria do estado com a China, principal fornecedor mundial de insumos para a vacina contra a Covid-19 e nação chave na economia nacional.

Nos últimos meses, a relação do Brasil com a China ficou estremecida, principalmente pelas frequentes investidas do governo brasileiro contra os asiáticos, intermediada pelo ex-chanceler Ernesto Araújo, do Itamaraty.

A expectativa é positiva com a saída de Ernesto, após pressão do Congresso Nacional, ao menos de que diminuam os ruídos entre os países. O novo ministro, Carlos Alberto Franco França, já acenou para a possibilidade de dialogar com todos os países e disse que o diplomata é um "construtor de pontes".

Durante a apresentação do primeiro trem do VLT do Subúrbio, em evento virtual nesta quinta-feira (8), o governador citou o "enorme potencial" da relação diplomática entre os dois países, refletida, por exemplo, na produção da CoronaVac.

A vacina desenvolvida no Brasil em parceria do Instituto Butantan com a chinesa SinoVac é responsável pela imunização de 80% das pessoas no país até o momento.

O VLT e a ponte Salvador-Itaparica são alguns dos exemplos que Rui citou da parceria da Bahia com empresas da China. Quando a Ford anunciou a sua saída, o próprio governador conversou com representantes do país e ainda busca alternativas para atrair investimento internacional.

Rui Costa declarou abertamente que pretende estreitar ainda mais os "laços da Bahia com a China", não só na área de transporte mas também de "engenharia" e "ciência".

Nas próximos dias, confirmou o governador, será realizada a licitação da Ferrovia de Integração Oeste Leste (FIOL), que deve ter entre os seus concorrentes alguma empreiteira chinesa.

Por fim, o petista fez elogios à inclusão na China, que anunciou a erradicação da pobreza no país, e deixou o seu apelo para que o Brasil possa "avançar em novas parcerias".

"É possível sim o Brasil acompanhar e fazer mais e mais parcerias com a China. Fica aqui minha demonstração de admiração e compromisso para que possamos avançar em novas parcerias", ponderou.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar