Política

Vagas no TCE abre competição na base aliada ao governo

[Vagas no TCE abre competição na base aliada ao governo]
20 de Janeiro de 2013 às 08:23 Por: Redacção Bocão News (Twitter: @bocaonews)
Uma disputa de poder em 2014 já começou a esquentar o caldeirão de caciques da base aliada ao governo do estado: as duas vagas que serão abertas ano que vem no Tribunal de Contas do Estado (TCE), após a aposentadoria compulsória dos conselheiros Filemon Matos e Zilton Rocha, presidente do órgão.

O primeiro deixa o cargo em janeiro de 2014, quando completa a idade limite de 70 anos. O segundo, em setembro.  Até o momento, a bolsa de apostas no alto clero do TCE pende para o deputado estadual João Bonfim (PDT), cotado para ficar com a cadeira de Matos. Caso a ida do pedetista se confirme, ele será o segundo político com trajetória originada no umbigo do carlismo a entrar no TCE pela caneta do governador Jaques Wagner (PT). O primogênito foi o ex-deputado Gildásio Penedo.
Coringa guardado

Para a vaga de Zilton Rocha, porém, ainda não foram detectados, nos corredores do Palácio de Ondina, os líderes da corrida. Segundo uma fonte com status de estrategista político do governo do estado, a ausência de protagonistas tem explicação: com a sanha da base aliada por posições de destaque na chapa majoritária para a sucessão de Wagner , o cargo no TCE serve como trunfo de valor na hora de negociar o lugar que cada partido terá ou não na linha de frente da briga eleitoral . As informações são do colunista Jairo Júnior, no correio deste sábado (19). 

Nota originalmente publicada às 12h34 do dia 20/01


Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar