Política

Justiça nega retirada de vídeos

[Justiça nega retirada de vídeos]
24 de Setembro de 2010 às 21:49 Por: Redação Bocao News
A coordenação de campanha da candidata do PT bem que tentou, mas não conseguiu tirar da internet a campanha tucana com uma série de vídeos com ataques à presidenciável  Dilma Rousseff. 

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Joelson Dias, negou nesta sexta-feira (24) o pedido para a retirada dos vídeos postados no portal Youtube, na quarta-feira (22), considerados pela campanha de Dilma como propaganda ofensiva e mentirosa à candidata e ao PT.

O PSDB, por meio de sua assessoria, confirmou ao portal de notícias G1 a autoria da produção e postagem do material publicitário para veiculação exclusiva na internet.

A coligação de Dilma entrou com pedido de liminar na Justiça Eleitoral buscando suspender a veiculação do material, argumentando prejuízo ao pleito por “destacar fatos inverídicos e ofender a honra da candidata e do partido”.

Pediu também aplicação de multa no valor de R$ 30 mil,

O ministro Joelson Dias, entendeu que não há requisitos necessários à concessão da medida liminar e que a propaganda eleitoral na internet, por meio de blogs, redes sociais, sítios de mensagens instantâneas e assemelhados é autorizada, considerando ainda que não havia como comprovar a autoria da propaganda.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar