Política

Ilegalidades marcam inauguração

[Ilegalidades marcam inauguração]
13 de Setembro de 2010 às 08:44 Por: Luiz Fernando Lima
Leo Kret desfilou entre populares durante a inauguraçãoQue toda inauguração de obra, seja ela pública ou privada, vai ser explorada politicamente, principal e ilegalmente, em época de campanha não chega a ser novidade. Contudo, a inauguração do novo Mercado do Peixe do Rio Vermelho, na última sexta-feira (10), teve um festival de ilicitudes eleitorais para nenhum jurista botar defeito, entretanto, nenhum fiscal de órgão competente foi visto na localidade. A quantidade de balões de candidatos era tão absurda que foi praticamente impossível transitar pelo estacionamento, carros adesivados, santinhos e papéis de candidatos com textos longos e curtos, para todo gosto, também foram distribuídos às centenas.

O diretor da Associação das Centrais de Entidades do Mercado do Peixe, Clóvis Bizaril, subiu ao palco para homenagear o prefeito João Henrique com uma placa de Imortal do bairro. Antes de entregar a comenda, no entanto, discursou longamente e aos berros pediu votos para a esposa do gestor municipal, Maria Luiz Barradas (PSC), que concorre à reeleição para Assembléia Legislativa. Fez o mesmo para o vereador peemedebista Sandoval Guimarães, que está empenhado em conquistar um lugar ao sol na Câmara Federal, em Brasília.

De acordo com informações de A Tarde, os dois podem responder por crime eleitoral, entretanto, é preciso que mais provas sejam apresentadas, imagens e áudio serviriam. Agora, candidata que deveria estar muito preocupada com esta história toda de punição é a vereadora Leo Kret (PR). Ela estava lá, foi ao local dançou e distribuiu beijos, além de se deixar fotografar por admiradores. Quando foi interpelada por jornalistas prontamente respondeu. “Vocês são da imprensa? Então não posso falar com vocês”. E a vereadora, candidata ao parlamento estadual, partiu sorrindo e distribuindo beijos numa atitude digna de quem está na política a tempo suficiente para saber que nenhuma medida drástica será adotada contra sua candidatura por cometer este pequeno delito eleitoral. 
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar